Apple também pode estar preparando uma nova edição da Apple TV, com atualização de software para as atuais

O 9 to 5 Mac recebeu informações sobre uma possível atualização para a Apple TV, que estaria sendo preparada para lançamento em conjunto de um novo software para o aparelho (como de praxe). A novidade estaria chegando para reforçar as vendas do produto na época das festas de fim de ano, com melhor hardware e novas possibilidades de compra de conteúdos na iTunes Store.

Steve Jobs e Apple TV

Enquanto ninguém tem ideia do que esteja vindo por aí — apesar de ser estranho o fato de ela estar sem novidades há muito tempo —, o analista Gene Munster, da Piper Jaffray, fez algumas previsões sobre o produto. Para começar, ele sugere que a Apple faria o seu hobby ter muito mais respeito se mudanças no seu modelo de negócio fossem feitas.

Se a compararmos com serviços concorrentes que já existem por aí (como Hulu e Netflix), um modelo de assinatura para ela já está mais do que na hora de ser apresentado. Apesar de não ser uma ideia tão ruim assim, é bom lembrar que assinaturas fizeram parte das críticas feitas por Steve Jobs aos seus vários concorrentes no início da iTunes Store, e para mim será difícil ela considerar algo assim depois de tantos anos de sucesso.

Imagine a cena: no modelo atual, você é dono de tudo que compra na loja da Maçã. Tudo bem, filmes e coisas do gênero possuem DRM, mas isso apenas serve para limitar reprodução, e não para tirar os seus direitos de propriedade. Existem muito mais chances de outro modelo estar sendo planejado para se adaptar melhor ao atual, em vez de apelar diretamente para o oferecimento de assinaturas — por exemplo, ao permitir que os episódios de um determinado programa de TV sejam baixados automaticamente caso o usuário tenha optado pelo pacote completo da atual temporada.

Em qualquer caso, é preciso negociar bem com quem fornece conteúdo à iTunes Store para a coisa sair do papel. A partir daí, teríamos um novo software para a Apple TV, a ser apresentado com um possível novo modelo da caixa (set-top box) que traria mais novidades. Alguns pedidos de muitos usuários que já ouvi no passado foram maior resolução (full HD) e mais espaço em disco para armazenar conteúdo.

Fora desse contexto, o analista da Piper Jaffay também sugere a introdução de uma “TV Apple” (déjà vu), com a qual ela concorreria com fabricantes de eletrônicos que produzem televisores convencionais, em até cinco anos. A ideia é boa, mas para quem começou com uma caixa que se liga a qualquer TV, pensar nisso seria um pouco tarde, na minha opinião.

Posts relacionados

Comentários