Anime “Lain” e as diversas referências à Apple

Lain LogoLain (título original: シリアルエクスペリメンツ・レイン) é uma série de anime com 13 episódios, lançada em 1998 pela TV Tokyo. Fez relativo sucesso nos Estados Unidos, comparado ao clássico Akira.

A história basicamente acontece em torno de Lain Iwakura (em japonês: 岩倉玲音 / いわくら れいん), uma garota solitária que, após estranhos incidentes envolvendo a morte de uma colega da escola, começa a se interessar pela WIRED (uma espécie de internet e anagrama para a palavra inglesa weird, que significa esquisito). Os personagens conectam-se a esta rede através de NAVIS e suas versões portáteis, os HandyNAVIs.

O roteirista Chiaki J. Konaka (小中千昭), assim como muitos membros da equipe, são usuários e fãs de carteirinha da Apple, o que explica a quantidade (enorme!) de referências que podem ser vistas durante os 13 capítulos da série, o que é incomum em produções do gênero.

Bem, lá vamos nós aos “Easter Eggs”! 😉

Voz “Whisper”

A voz que sussurra os títulos dos episódios é a “Whisper”, uma das que estão na opção de “Fala” nas Preferências do Sistema (System Preferences) do Mac OS X.

Tela de episódio da série Lain
Tela do Episódio Lain
Fala Whisper!
Fala "Whisper"!
Voz Whisper no Mac OS X
Voz "Whisper" no Mac OS X

Copland OS

O sistema operacional dos computadores da série — o ficcional Copland OS — é claramente referência ao projeto abandonado de mesmo nome.

Navi1

Think Different

A tela que aparece brevemente no episódio 11 é auto-explicativa: Think Different.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=PlnaNWEJBaM[/youtube]

Lain think different
Lain Think Different
Apple Think Different
Apple Think Different

Apple vs. Orange

A empresa criadora dos NAVI — a Tachibana — é um joguete com o nome “Apple” Computer. McIntosh é uma variedade de maçã, enquanto Tachibana é uma variedade de cítrico, especialmente a espécie citrus Tachibana japonesa, conhecida nos Estados Unidos como “Mandarim Orange”.

Mandarim Orange
Orange Inc.

Computadores da série

Vejamos os portáteis NAVI, referências claras ao portátil Newton da Apple:

Esboço do HandyNavi
Esboço do HandyNavi
Apple Newton
Apple Newton

Abaixo, a irmã da Lain, Alice, usa um NAVI muito semelhante aos famosos iMacs G3 coloridos:

Lain e seu iMac 1
Alice e seu iMac
Lain e seu iMac 2
Alice e seu iMac
iMac
iMac G3 Blueberry

E também há um NAVI vermelho, clara alusão ao Twentieth Anniversary Mac (TAM):

Urso?
Roupa de urso? 😛
Twentieth Anniversary Mac (TAM)
Twentieth Anniversary Mac (TAM)

E no final dos episódios, a inserção “to Be continued” — com ênfase no “B” azul e no “E” vermelho — faz alusão ao ícone do sistema operacional BeOS, veja:

To Be Continued Lain
To Be Continued Lain
BeOS Logo
BeOS Logo

Da Wikipédia (para os curiosos de plantão):

O BeOS foi um projeto de Jean-Louis Gassée, um ex-executivo da Apple que decidiu investir num sistema operacional próprio.

Foi concebido em 1990 para rodar em computadores proprietários, os chamados BeBox. Posteriormente, foi portado para computadores PowerPC da Apple: o objetivo era oferecer uma alternativa ainda melhor que o próprio sistema proprietário da Apple e logo depois portado para PCs x86. Em 1998, a Apple fechou a plataforma Mac impossibilitando a instalação do BeOS em seus computadores, e no PC e em PowerPCs antigos que o BeOS tentou sobreviver.

Nos anos 90, o BeOS foi visto como uma alternativa às caras estações da Silicon Graphics, mas por volta de 1999 passou a ser utilizado mesmo por usuários que buscavam alternativas ao Windows e ao Linux, ou seja, que fosse completo e executasse as operações normais de um sistema. Em 2000 passou a ser oferecido numa versão compacta e livre para cópias na internet. Em meados de 2001, a Be foi comprada pela Palm e o sistema descontinuado. A comunidade de usuários de BeOS não se intimidou e começou um novo projeto de sistema operacional livre chamado de OpenBeOS ou Haiku.

NAVI: expressão contraída de Knowledge Navigator

John Sculley, ex-CEO da Apple — comandou a empresa de 1983 a 1993 —, descreve o conceito de Knowledge Navigator em seu livro “Odyssey”, publicado em 1988. Esse navegador foi sua visão dos computadores Apple no século XXI, acertando várias das previsões feitas com o advento da World Wide Web (WWW).

O navegador permitiria que qualquer pessoa se comunicasse com outras, baseado em uma vasta rede compartilhada através dos hipertextos, assim como agentes inteligentes ou bots que nos auxiliariam a encontrar todo tipo de material de nosso interesse (alguém pensou em Google?).

Ele ainda enfatizou que o sistema em si funcionaria independente do tipo de computador, fosse ele portátil ou desktop. Possivelmente o Newton foi uma de suas tentativas de tornar este conceito real. Os protótipos em vídeo encontram-se na página Apple Knowledge Navigator Short Movies.

Close the World, Open the nExt

Este logotipo aparece em vários produtos durante a série, e inclusive no site oficial:

Site Oficial do anime Lain
Site oficial do anime Lain

nExt é uma brincadeira com o nome da empresa NeXT, fundada por Steve Jobs depois de ser demitido da Apple.

Logo da NeXT
Logo da NeXT

Ícones semelhantes aos do NeXT

Os ícones do NAVI do pai de Lain são muito semelhantes aos do sistema operacional da empresa, o NeXTStep. Observe, inclusive, a extensão .app dos programas.

Copland OS
Copland OS
Ícones do NeXTStep
Ícones do NeXTStep

. . .

É isso, espero que tenham gostado. 🙂

[Inspiração para o artigo: Infomania.]

Posts relacionados

Comentários