Para a Apple, Psystar quer usar o Snow Leopard como pretexto para fugir de acusações

A Apple não acatou as reclamações da Psystar sobre o Snow Leopard e acredita que ela está procurando uma nova forma de fugir dos crimes de que vem sendo acusada desde o ano passado. Usando o novo sistema como pretexto, ela quer voltar a pedir sanções da justiça norte-americana por algo que já foi desconsiderado enquanto o caso se referia apenas ao Leopard.

Apple x Psystar

Mesmo dizendo que as técnicas usadas para habilitar o uso do novo Mac OS X são diferentes, a fabricante de clones poderia estar com uma boa arma em mãos, mas ela não quis especificar exatamente o que mudou. É aqui que entra um novo ataque da Apple, lançado nesta semana.

Além de estar querendo uma análise do código modificado, a Apple diz que o ato da Psystar é prejudicial ao andamento do caso e também desperdiça recursos da justiça, podendo criar resultados inconsistentes de forma totalmente desnecessária.

Por julgar a Apple como “monopolista” no “mercado de PCs que custam mais de US$1.000”, a Psystar comete outro erro bem grave: esse mercado não existe! 😛 Trata-se apenas de uma referência para pesquisas que é totalmente ignorada pelas leis anti-truste vigentes e nem chega a englobar seus produtos, pois a maioria custa menos de US$1.000.

Estas e outras ações da fabricante de clones constituem uma nova tática, que serve para ela fugir das acusações de violação dos direitos autorais do Mac OS X, cujas investigações estão ocorrendo na Califórnia. O caso da Psystar na Flórida contra a Apple, que contou com depoimentos de vários dos seus executivos, está sendo conduzido de uma forma que deixa poucas coisas claras contra a fabricante de clones e está servindo para tornar o prazo de resolução dos processos bem mais longo.

A Apple deverá contatar a justiça da Flórida para tentar acelerar o seu processo na Califórnia em breve, e é provável que os dois casos sejam julgados na mesma jurisdição, em vez da situação atual. O juiz William Alsup, que está no comando do processo de violação de direitos autorais da Apple contra a Psystar, já marcou uma audiência para ambas apresentarem seus pedidos de esclarecimento, que ocorrerá na próxima sexta-feira.

Posts relacionados

Comentários