Roadmap da Mozilla para o Firefox prevê três novas versões até o final de 2010

Ícone do Firefox 3.5Preocupada em garantir sua superioridade no mercado de browsers em relação aos seus concorrentes de código aberto, a Mozilla atualizou o roadmap do Firefox com uma previsão dos próximos três lançamentos, que acontecerão dentro de um espaço de tempo relativamente curto. Nos próximos 12 meses, acompanharemos o lançamento de três (!) novas versões do navegador.

A versão 3.6 (Namoroka) virá ainda este ano, provavelmente entre o terceiro e o quarto trimestre (ou seja, mais novidades dela deverão surgir ainda este mês). O foco dela, como já vimos antes, é melhorar a compatibilidade com sistemas operacionais, oficializar as Personas, aprimorar o auto-preenchimento de formulários e reduzir drasticamente a lentidão em diversas áreas. Quem está acompanhando o andamento dos nightly builds já está vendo um pouco disso, e o próximo Firefox também virá acompanhado da sua primeira versão móvel (Fennec 1).

O Firefox 3.7 virá acompanhado pelo Fennec 1.1, entre o primeiro e o segundo trimestre do próximo ano. Ele suportará animações internas para extensões, sincronização de favoritos através do Weave, suporte nativo à “transformação” de sites em Web apps e a tão falada navegação orientada a tarefas. Internamente, teremos ainda resistência contra travamentos por parte de plugins (semelhante ao Safari 4 no Snow Leopard) e muito foco em melhorar ainda mais a velocidade de carregamento de HTML e JavaScript.

O final do roadmap está no Firefox 4 (por enquanto), que virá acompanhado pelo Fennec 2. Este, pelo visto, será grande: para começar, ela usará os resultados do projeto Electrolysis para isolar páginas e plugins em múltiplos processos, trará o JetPack integrado para facilitar a criação e o uso de extensões com novas APIs mais leves, sincronizará todas as informações do usuário pelo Weave e terá uma nova interface, com melhor integração ao Mac OS X. Por debaixo dos panos, a Mozilla também espera oferecer melhorias em JavaScript.

Estes planos começam a se ligar melhor aos mockups de interface que vimos há algum tempo. Se as coisas realmente caminharem dessa forma, até 2010 o Firefox será muito melhor do que é hoje, fechará vários Labs da Mozilla e ainda ganhará um visual à la Chrome. Resta saber como a base de usuários do navegador (cerca de 300 milhões) reagirá a tantas mudanças na maneira de vê-lo.

[Via: Slashdot.]

Posts relacionados

Comentários