Entenda o que a Apple fez com os ringtones da iTunes Store, agora disponíveis no iPhone OS 3.1

Ringtones do iPhone

Os rumores que surgiram no começo deste mês se tornaram verdadeiros na keynote “It’s only rock and roll”, da semana passada: no lançamento do iPhone OS 3.1, a Apple anunciou uma nova seção da iTunes Store que passou a vender ringtones customizados para o seu smartphone. Mais de 30 mil estão disponíveis, das quatro grandes gravadoras musicais, todos com 30 segundos de duração e custando US$1,30 cada.

Quando produzi a nossa vídeo-aula sobre o iTunes 9, achei super estranho não encontrar a tão falada área de Ringtones na iTunes Store, mas comentei a novidade. Só depois descobri que a Apple preferiu disponibilizá-la apenas pelo próprio iPhone, visto que os usuários de sua loja, na maioria, não possuem o aparelho e não teriam por que ter acesso a tal seção.

Ringtones no iTunes do iPhone OS 3.1Ringtones no iTunes do iPhone OS 3.1

No iPhone OS 3.1, a aba Ringtones assumiu o lugar de Podcasts (que agora está disponível dentro de Mais) no aplicativo iTunes e é dividida em Featured (Destaques), Top Tens (Mais Populares) e Genres (Estilos Musicais). Navegar por lá é tão fácil quanto nas músicas, e o bacana é que os toques podem ser escutados na íntegra antes de a compra ser efetivada. Depois de baixá-los para o seu aparelho, na próxima vez que você conectar o iPhone ao seu Mac/PC, os ringtones adquiridos são então sincronizados com o iTunes.

Os toques comprados para o iPhone podem ser definidos como padrão de toque geral do aparelho, ou então escolhidos individualmente por contato. Infelizmente, a Apple ainda não permite a customização de toques por grupos de contatos — o que seria bem bacana —, mas pelo menos dá para usá-los também como despertador ou som do cronômetro regressivo.

Definindo um ringtone no iPhone

O chato, nessa história toda, como observou bem o Ted Landau no The Mac Observer, é que a Apple resolveu esconder bastante a funcionalidade de edição de ringtones no iTunes 9, com a novidade da iTS. Pra começar, a loja não mais possui uma coluna indicando que músicas estão disponíveis para serem transformadas em toques, antes indicadas por um ícone de sininho. Com isso, os usuários têm agora que adivinhar e torcer para que isso seja possível, somente depois de já tê-las comprado. Aí sim, no iTunes, é possível ir ao menu Store » Create Ringtone, fazendo o editor surgir na tela — o mesmo que foi implementado no iTunes em sua versão 7.4.

Apple iTunes Ringtones

No iTunes 9 em si, a coluna do sininho ainda está disponível, mas precisa ser ativada pelo menu View » View Options. Detalhe: se você fechar o iTunes, ela some de novo. 😉 A desvantagem desse processo, claro, é que o usuário não só paga o US$1 da música, como mais US$1 pelo ringtone, o que sai bem mais que os US$1,30 que a Apple decidiu cobrar somente pelos toques do iPhone.

Felizmente, parece que o truque de renomear a extensão de arquivos AAC para .m4r continua funcionando, contanto que o ringtone não tenha mais de 30 segundos de duração. As melhores dicas, então, são usar o GarageBand ou um serviço como o Audiko para editar/criar/obter esses toques, até mesmo porque todas as músicas da iTunes Store hoje em dia estão livres de DRM, e podem ser usadas como ringtones livremente.

Posts relacionados

Comentários