Intel apresenta chips de 22 nanômetros em seu fórum de desenvolvedores

Como parte dos eventos que formaram a abertura do Intel Developer Forum (IDF) 2009, a keynote de Paul Otellini, CEO da empresa, foi focada em diversos assuntos sobre o futuro da computação pessoal e o mercado de PCs. Um dos principais destaques da sua apresentação, no entanto, foi a revelação do primeiro grupo de chips produzidos em 22 nanômetros pela empresa.

Paul Otellini, CEO da Intel, com chips de 22 nanômetros

A chegada de tal tecnologia ao público pode representar um sinal de que a Intel realmente está acelerando a migração para 32 nanômetros ainda este ano, cujos primeiros processadores já estão em fabricação. O lançamento de ontem, por sua vez, ainda precisará evoluir muito para chegar até os consumidores, algo que deverá acontecer apenas em meados de 2011.

O produto do trabalho da empresa com 22 nanômetros é bastante promissor: em apenas um chip, estarão presentes quase três bilhões de transistores e cerca de 45,5MB de SRAM, com os menores componentes já produzidos para circuitos funcionais. Graças a uma nova tecnologia desenvolvida pela Intel para apresentar maior desempenho com menor consumo de energia, o funcionamento de componentes baseados nesse processo de fabricação não deverá ser comprometido pela temperatura de operação.

Antes de essa tecnologia começar a ser direcionada ao mercado de PCs, ainda veremos processadores baseados em 32 nanômetros dentro de outras duas plataformas: Westmere (que está em produção) e Sandy Bridge, que também foi revelada ontem e se destacará por incluir um núcleo acelerador gráfico integrado à própria CPU, reduzindo possíveis custos em componentes extras (como gráficos integrados da NVIDIA) e possibilitando o uso de aplicativos dedicados a tarefas gráficas com maior desempenho.

[Via: Electronista.]

Posts relacionados

Comentários