Referências ao Chrome OS aparecem nos repositórios do Google

Faz um bom tempo que o Google não fornece informações sobre o seu sistema operacional, que será baseado em Linux e valorizará o poder do próprio browser da empresa, disponível em outras plataformas, através de aplicativos web. Enquanto nada de bombástico surge sobre o futuro Chrome OS, o que está chamando a atenção sobre ele é o surgimento de uma pasta própria para abrigar builds nos repositórios da gigante de buscas, com o nome chromium-rel-linux-chromeos.

Publicidade

Chrome OS nos repositórios do Google?

Dentro de cada build, há um arquivo compactado com aproximadamente 140MB — mas, antes que você o confunda com o sistema operacional, vale lembrar que ele não passa de um browser como os outros, porém direcionado para ser parte do Chrome OS. Julgando que ele será uma peça-chave do novo projeto do Google, as causas para a diferença de tamanho em relação ao navegador convencional para Mac, Linux ou Windows podem ser atribuídas aos componentes que estão sendo construídos no topo da sua estrutura universal.

O Download Squad conseguiu, com a ajuda de um leitor, colocar essa versão especifica do Chrome para rodar no Ubuntu, o que revelou uma interface mais discreta que a do próprio browser que já conhecíamos, além de botões específicos no topo da janela para ajuda e relógio. Existe ainda um botão à esquerda da barra de abas que leva o usuário a uma página de autenticação, por ora restrita aos engenheiros do Google, pelo jeito.

Publicidade

Abaixo, está uma comparação entre as interfaces de usuário do Chrome para Linux e do Chrome adaptado para o sistema da gigante de buscas:

Chrome OS?

Além disso, o Download Squad também foi capaz de obter informações sobre uma barra de navegação para aplicativos e um visualizador de documentos integrado ao browser, construído com a mesma base daquele que usamos hoje para ler os PDFs que encontramos nas buscas feitas no Google. O TechCrunch, por sua vez, encontrou alguns detalhes específicos sobre opções de configuração de hardware, que aparentemente foram encontradas pelo Download Squad no botão de configurações (ícone da chave de parafusos) semelhante ao que conhecemos no Chrome hoje.

O Rômulo A., leitor do MacMagazine, também nos enviou a dica deste site, que aparenta contar com informações sobre aplicativos inclusos no Chrome OS em seu estado atual, requisitos de sistema e até algumas screenshots e links para download dele em imagens de disco — capazes de serem usadas em softwares de virtualização. Entretanto, não fui capaz de confirmar a veracidade do que pode ser encontrado por lá, então é bom aguardar um posicionamento oficial do Google sobre o assunto, em vez de sair baixando tudo que dizem ser o Chrome OS.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…