Publicações impressas criticam a falta de uma política de devolução de dinheiro na iPhone App Store

Imagine que você tenha gasto US$100 na iPhone App Store com, sei lá, o Sygic Mobile Maps Brazil (agora por US$80, é verdade) e, por algum motivo, você não tenha ficado satisfeito com o que ele oferece e queira seu dinheiro de volta. Se você for atrás da Apple pedindo a devolução, infelizmente levará um belo “não” na cara, uma atitude que atraiu a insatisfação de alguns meios de comunicação impressa no decorrer dos últimos dias.

iPhone App Store no iTunes 9

A críticas, iniciadas pelo jornal norte-americano The New York Times, se devem ao fato de que você pode gastar um valor bem alto em um determinado aplicativo, mas, se ele não for bom conforme espera, uma quantia considerável em dinheiro é desperdiçada, e isso não é bom para nenhum cliente. Ao contrário de algumas lojas concorrentes, onde você ao menos pode contar com um período de teste para poder pedir o valor de um determinado produto de volta caso não goste dele, a App Store apenas devolve dinheiro quando a entrega (download) de uma compra não é realizada.

Em termos práticos, isso quase significa que você é forçado a ficar com algo que não quer. Mas essa não é a pior parte: mesmo se o aplicativo adquirido não for tão caro, ele pode não funcionar (o pessoal de aprovações pode errar, vai saber) por algum motivo e o desenvolvedor nem se preocupar em arrumá-lo, fazendo com que o usuário não obtenha suporte técnico para o problema em questão e fique impedido de garantir o seu dinheiro de volta. A PC Magazine citou um caso real desse tipo, ocorrido com um app de comunicação, e até o momento nem a Apple, nem o desenvolvedor se manifestaram acerca dos problemas com o produto.

O que esses artigos sugerem é que a Apple tome algumas medidas extras para garantir a devolução do dinheiro dos clientes que possam ser afetados por quaisquer inconvenientes, com o produto ou não. Dentre elas, destacam-se banir os desenvolvedores que não se preocupam com a qualidade de aplicativos defeituosos expostos na App Store e oferecer a aplicativos com períodos de devolução (trials), algo já implementado por algumas empresas conhecidas do setor.

Posts relacionados

Comentários