Campanha da Verizon traz ataques diretos ao você-sabe-qual-Phone

Depois da indiscreta campanha “There’s a map for that”, a Verizon Wireless, sedenta por iBlood, lançou mais uma campanha de ataque direto à dupla Apple/AT&T — mas desta vez o alvo é o smartphone com uma maçã atrás. Conheça a campanha iDon’t (que procura imitar o estilo das propagandas da Apple, usando musiquinhas legais e Myriad Pro Semibold):

Publicidade

Porque, o que o iDoesn’t não faz, o Droid faz — você pode cadastrar seu email e tentar decodificar a contagem regressiva estilo Predador na página teaser do produto, ou simplesmente estragar a surpresa lendo este post até o fim.

Motorola DroidO filme e a página dão a entender que, se o iPhone não faz nada disso, outro smartphone faz. E qual seria esse gadget customizável, aberto para desenvolvedores, com capacidade de multitarefa (graças a um processador OMAP3430), câmera de 5 megapixels, flash, teclado físico, touchscreen e bateria removível? A resposta, (SPOILERS!) esperada para a meia-noite de 31 de outubro, você confere na imagem ao lado: o Motorola Droid.

Com um nome desses, não é preciso ser médium para saber qual o sistema operacional desta criança: prepare-se para a _sutileza_ da coisa… Sim, é o Android, e na versão 2.0 (codinome Eclair). Segundo o TechCrunch, algumas pessoas que testaram o aparelho disseram que ele é “p*** incrível”.

Querendo ou não, o Droid já começa com uma grande vantagem adiante do iPhone: a rede da Verizon — e esse lançamento deve afastar um pouco a possibilidade de os estadunidenses verem o smartphone da Apple sendo vendido por esta operadora. Será que essa estratégia de vale-tudo vai dar certo?

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…