“Empresa desconhecida” licencia arquitetura Cortex-A9, da ARM, e promete processador dual-core de 2GHz

No meio dos resultados financeiros da ARM para o último trimestre do ano, o 9 to 5 Mac encontrou a notícia de que uma das licenças da arquitetura Cortex-A9 feitas pela empresa foi destinada a uma companhia que não quis se revelar oficialmente no acordo. Segundo o próprio comunicado feito pela fabricante de semicondutores, a licença resultará em uma implementação da sua tecnologia para um chip dual-core de 2GHz, que é o topo de linha na sua categoria.

Mockup de Apple tablet

Rumores indicam que a Apple pode ter fechado esse acordo com a ARM para produção de hardware próprio para algum dos seus futuros produtos, dos quais o mais provável seria uma tablet. No entanto, essa mesma arquitetura também é capaz de produzir processadores seis vezes mais rápidos que a linha Atom (da Intel) com um tamanho 60% menor, o que significa que eles podem ser adequados para gadgets menores do que uma tablet.

Julgando que a Apple possui conhecimento oriundo da PA Semi para produzir hardware, esse anúncio da ARM pode ter sido reservado do público a pedido dela. Contudo, apesar de existir uma especulação sobre a divisão dessa companhia em duas partes, focadas no desenvolvimento de hardware para smartphones e tablets, o licenciamento da Cortex-A9 pode ter sido feito por qualquer empresa de semicondutores, incluindo aquelas que atualmente fornecem componentes para a Apple, como é o caso da Samsung.

Além disso, apesar de os chips baseados nessa arquitetura serem mais rápidos e menores que os Atom, eles possuem praticamente o mesmo envelope térmico. Ou seja, não atendem aos requisitos de consumo de energia da Apple no momento.

Posts relacionados

Comentários