Miami New Times perfila Psystar e mostra por que ela tem grandes chances de ganhar briga contra a Apple

Robert Pedraza, CEO da PsystarEnquanto a Psystar tenta comprovar a legalidade do seu negócio para a justiça norte-americana, o Miami New Times publicou hoje um perfil dos fundadores da empresa — especialmente Robert Pedraza (foto ao lado), programador que viabilizou o sistema de Hackintosh utilizado por ela.

Robert, 24, iniciou a empresa junto com seu irmão, Rudy — um ano mais velho. O texto (de seis páginas) do jornal é ótimo para sabermos um pouco mais sobre como dois jovens estão desafiando ferozmente uma das maiores firmas de tecnologia do mundo.

Fatos curiosos: o pai de Rob e Rudy foi condenado por tráfico de cocaína; um dos irmãos iniciou o negócio pouco tempo depois de sobreviver a um acidente de carro quase fatal; a Psystar provavelmente já está gerando renda, mas a maior parte dela é destinada aos custos judiciários; e o aparente sucesso da Psystar já incentivou o aparecimento de outras empresas semelhantes pelo mundo — a mais recente na Itália.

Citando advogados de propriedade intelectual, a reportagem diz que a Psystar tem grandes chances de ganhar a briga contra a Apple. “Há basicamente uma questão realmente interessante aqui, que é se o contrato de licenciamento [de uso do Mac OS X] é mesmo válido”, afirmou Randy Friedberg, que acompanha o caso em Nova York.

Saiba muito mais aqui.

[via MacDailyNews]

Posts relacionados

Comentários