Rogue Amoeba é mais uma desenvolvedora que sai da iPhone App Store insatisfeita com a Apple

O grupo de desenvolvedores que saíram da iPhone App Store descontentes com certas atitudes da Apple acaba de ganhar mais um parceiro grande, a Rogue Amoeba. Responsável por abrigar gênios de longa data na criação de softwares para Mac, a empresa decidiu abandonar de vez os projetos para a plataforma móvel da Maçã, após ser forçada a ficar três meses e meio em discussões sobre um update para o app Airfoil Speakers Touch, que continha apenas correções de bugs.

Publicidade
Airfoil Speakers Touch Airfoil Speakers Touch

Qual dos dois aplicativos você prefere usar?

Esse aplicativo permite que iPhones/iPod touch façam streaming de áudio a partir de Macs ou PCs (graças a um software desktop criado pela Rogue Amoeba), mas ele possuía alguns problemas, especialmente atrasos de reprodução quando o computador enviava conteúdo para mais aparelhos além dos gadgets da Apple. O motivo de o update ter sido barrado durante todo esse tempo foi o fato de que, ao reproduzir áudio a partir de um Mac, o Airfoil Speakers Touch era dotado de um acabamento visual que mostrava uma imagem do computador em que ele era obtido, bem como o ícone do aplicativo responsável por isso.

Isso existia na versão já disponível na App Store, mas foi barrado no update. Os revisores alegaram que, desta vez, ele infringia regras que citam o uso de imagens da Apple:

Logo da Apple e símbolos gráficos de propriedade da Apple
Você não pode usar o logotipo da Apple ou quaisquer outros símbolos gráficos, logos ou ícones de propriedade dela, seja em ou ligados a web sites, produtos, embalagens, manuais, material promocional ou de publicidade, ou para qualquer outro propósito, a não ser que haja uma licença escrita expressada pela Apple, tal como um contrato de revenda.

No entanto, nada disso se aplica ao caso do Airfoil Speakers Touch. Nenhum elemento gráfico semelhante aos vistos na imagem acima é pré-carregado no app: em vez disso, eles são obtidos pela própria rede sem fio com o áudio em streaming graças ao Airfoil for Mac, que conta com APIs públicas e documentadas pela Apple a fim de deixá-los disponíveis para livre uso do desenvolvedor.

John Gruber, do Daring Fireball, conta ainda que o uso das imagens no formato adotado pela Rogue Amoeba não é ilegal e obedece às regras impostas pela Apple, tanto em termos de marcas registradas, quanto nas guidelines de uso. Em poucas palavras, é como se a Apple pudesse complementar suas interfaces de usuário para iPhone com imagens dos seus produtos, mas ao mesmo tempo condenar outra pessoa que faça o mesmo.

Entre os meses de setembro e outubro, a Rogue Amoeba tentou de todas as formas possíveis a aprovação do update sem precisar desabilitar essa função, mas não obteve nenhum sucesso. Alegaram para os desenvolvedores que “nada do tipo havia sido aprovado antes” — ou seja, a primeira versão não existia lá, só o update :-/ — e eles ficaram divididos entre remover uma função importante do produto para aprovar as correções ou abandoná-lo de vez.

Em termos práticos, eles fizeram as duas coisas. Você pode ir atrás do Airfoil Speakers Touch na App Store com os bugs corrigidos, mas esse é o último update dele ou de qualquer outro aplicativo para iPhone/iPod touch vindo da mesma empresa. Agora, ela será inteiramente focada no Mac.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…