Storm8 pedirá anulação do processo sobre roubo de dados em jogos para iPhone

iMobsters, da Storm8Há alguns dias, comentamos a respeito do processo aberto na justiça norte-americana contra a Storm8, uma desenvolvedora de jogos para iPhone acusada de roubar informações dos usuários através de seus produtos vendidos na App Store. Após isso, uma resposta oficial sobre o caso foi publicada pela empresa em seu fórum de discussões, na qual ela esclarece que a acusação realizada por Michael Turner não condiz com nada existente no seu atual portfólio de jogos, e anuncia que pedirá a anulação da queixa.

A Storm8 alega que não usava números de telefone de ninguém para fins comerciais ou os distribuía para outras empresas. Em vez disso, eles foram empregados por algum tempo como identificadores de aparelhos nos servidores dos jogos, mas acabaram sendo substituídos pelos próprios Unique Device IDs (UDIDs) que a Apple atribui para os gadgets ainda na fábrica.

No entanto, o código que cuidava do envio do número de telefone para a desenvolvedora continuou presente nos apps e, depois de ter sido alertada por clientes sobre o assunto, ela decidiu remover esse sistema permanentemente por meio de updates, em agosto deste ano. Hoje, não existe nenhum servidor da empresa capaz de coletar números de ninguém — e mesmo que um aplicativo desatualizado obtenha um deles, ele não poderá ser enviado para lugar nenhum, segundo a desenvolvedora.

Quanto ao processo, ela esclarece que não infringiu nenhuma regra da legislação vigente sobre a privacidade das informações dos seus clientes e, apesar das acusações, não existe nenhum caso comprovado de quem tenha sofrido danos pelos seus jogos. O pedido de anulação do caso será avaliado pela justiça norte-americana, mas se qualquer investigação dela resultar nas mesmas informações que a Storm8 revelou sobre o caso, provavelmente ele será aprovado.

[via Macworld]

Posts relacionados

Comentários