Microsoft revela Silverlight 4 e Internet Explorer 9, para apagar más impressões do passado

Ícone do Microsoft Internet ExplorerUfa, já não era sem tempo: a Microsoft aproveitou o segundo dia da Professional Developers Conference (PDC) 2009 para revelar a nona grande versão do Internet Explorer, em desenvolvimento desde o final de outubro. O objetivo da empresa é aprimorar o desempenho e a compatibilidade do browser nativo do Windows com os padrões da web, algo que ela deixou a desejar na sua versão 8, enquanto a forte concorrência — Apple, Google e Mozilla — tirou de letra.

Publicidade

Por trabalhar no desenvolvimento de soluções corporativas para a internet, a Microsoft quer garantir que os usuários de Windows também possam contar com maior velocidade para tarefas dentro do IE. No estágio atual, a versão 9 é cerca de cinco vezes mais rápida para execução de JavaScript que a anterior, batendo o atual Firefox 3.5 (que será atualizado em breve), mas ainda longe de onde as comunidades open source chegarão com seus navegadores no futuro.

Testes com Internet Explorer 9

Publicidade

Com relação aos padrões da web, o novo Internet Explorer suportará bordas arredondadas e seletores em CSS3, a fim de se comportar bem com o trabalho de desenvolvedores em cima dessa tecnologia nos seus respectivos sites. Apesar de serem boas notícias, ainda não se sabe direito o que a Microsoft deve fazer para tornar seu navegador mais adequado a testes intensos, como o Acid3, que confiam muito em aspectos de HTML 5 e SVG já existentes em browsers como Safari, Chrome e Firefox.

Acid 3 no IE9 (com uma suposta sombra ao redor, diga-se de passagem): ainda o pior na categoria
Acid 3 no IE9 (com uma suposta sombra ao redor, diga-se de passagem): ainda o pior na categoria

A tecnologia WebGL, que está em processo de desenvolvimento pela concorrência da gigante de Redmond, também não está presente no novo Internet Explorer, mas ela decidiu correr atrás do tempo perdido e implantar aceleração 2D para textos e outros gráficos na web, aprimorando a sua qualidade sem prejudicar o uso de CPU ou exigir trabalho extra de designers. Embora isso seja uma boa notícia, também é algo que a Apple já conseguiu implantar de forma bem-sucedida no Safari, usando recursos do Mac OS X.

Diferença de renderização de texto entre Internet Explorer 8 e 9: o segundo exemplo já é atingível no Safari há um bom tempo
Diferença de renderização de texto entre Internet Explorer 8 e 9: o segundo exemplo já é atingível no Safari há um bom tempo

Junto com seu novo navegador, a Microsoft também demonstrou a versão 4 do Silverlight, já disponível em versão beta para todos os sistemas suportados. A empresa promete competir com o Adobe AIR por meio do recurso de execução de apps feitos com a tecnologia fora do browser, além de melhorias no desempenho (necessárias principalmente no Mac OS X, para quem o usa), notificações, integração com layout engines de navegadores e até com o próprio Flash Player — interessante para composições com conteúdo de sites populares, como o YouTube.

Publicidade

Eu conheço muitos web designers que aguardaram um bom tempo pelas novidades que a gigante de Redmond apresentou ontem, mas, ao mesmo tempo, acredito que ela ainda tenta inovar com seus produtos onde isso já não é mais preciso. Talvez eu esteja errado, mas ela faria um navegador muito melhor para todos se pudesse trabalhar rápido com desenvolvimento da mesma forma que a Mozilla, o Google e a Apple já fazem. De qualquer forma, será bom ver o navegador mais usado no mundo evoluindo para tentar recuperar o tempo perdido: quem inova na internet agradece…

[via CNET News]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…