Macs Pro poderão incorporar chips Intel Xeon “Gulftown” hexa-core no início de 2010

Novo Mac Pro de lado

Como vimos recentemente, os novos iMacs chegaram com um hardware tão potente que já conseguem se equiparar ou até bater os Macs Pro atuais em algumas tarefas. É claro que isso tudo é temporário, até a Apple atualizar a sua linha de desktops profissionais — e, ao que tudo indica, esse upgrade virá com tudo.

De acordo com o Hardmac.com (versão em inglês do famoso site francês MacBidouille), as novas torres da Maçã deverão incorporar chips Intel Xeon “Gulftown” Core i9 hexa-core (sim, de seis núcleos) e chegarão já no iniciozinho de 2010.

Novo Mac Pro de lado

A nova geração de CPUs da Intel promete demais. Numa velocidade de clock equivalente à atual, benchmarks preliminares dos chips mostram que eles operam cerca de 50% mais rápido que o Xeon quad-core correspondente, em tarefas paralelas. Com 50% mais transistores, eles ainda são capazes de funcionar usando de 10% a 50% menos energia — já que são fabricados pelo processo de 32 nanômetros.

Mas a parte interessante mesmo é quando consideramos configurações dual dos novos Macs Pro, que lhes daria 12 núcleos físicos e 24 lógicos. Esse tipo de construção já é prevista há tempos pela indústria, e é por isso que a Apple trabalhou tanto no desenvolvimento das tecnologias Grand Central Dispatch e OpenCL no Mac OS X 10.6 Snow Leopard. Com isso, o sistema e seus aplicativos podem tirar o máximo de proveito de todos os núcleos presentes.

A incorporação de chips “Gulftown” em Macs Pro não poderia fazer mais sentido, agora que os iMacs estão utilizando processadores Core i5 e Core i7. Com esse lançamento, a Apple mais uma vez estabeleceria uma variação de performance justificável entre as suas linhas doméstica e profissional.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários