Aparentemente, Google Gears dará seu lugar para HTML5 no futuro, mas pensar nisso ainda é cedo demais

Nós já falamos no MacMagazine sobre a falta de uma versão do Gears compatível com o Snow Leopard, mas, ao que tudo indica, o Google não está mais tão interessado em prosseguir com o desenvolvimento do produto em todas as plataformas. Inicialmente criado para entregar algumas funções propostas pelo novo padrão HTML5 em browsers que ainda não as possuem nativamente, o plugin aos poucos está perdendo a razão de existir, à medida que elas são adicionadas a mais navegadores.

Gears no Snow Leopard?

Nem mesmo o Chrome para Mac virá com suporte ao Gears, devido ao fato de alguns recursos já estarem presentes de forma nativa no aplicativo. O problema é que vários web apps populares — incluindo o WordPress, as versões offline do Gmail, Google Reader e Calendar — ainda dependem do plugin para funcionarem corretamente e ainda não foram preparadas para tirar proveito dos recursos semelhantes aos do Safari, do Firefox e do Chrome, que possibilitam armazenamento local de conteúdo a partir de sites.

Entrevistado por um jornalista do Los Angeles Times, um porta-voz do Google afirmou que o caminho lógico a ser seguido pelos desenvolvedores é adaptar seus web apps para os recursos presentes nativamente nos browsers com suporte a HTML5, algo que ainda demorará para acontecer. No entanto, espera-se que a própria gigante de buscas inicie a propagação dessas funções, mudando a forma como seus principais produtos funcionam.

Ainda assim, tornar sites compatíveis com o Gears capazes de dispensar o uso do plugin será uma tarefa complicada. Nem todas as funções do padrão HTML5 estão disponíveis para todos os navegadores do mercado: o Safari, por exemplo, não suporta geolocalização na sua versão para desktop; o Firefox, por sua vez, possui as funções de Open Video restritas ao codec Theora, enquanto o caminho lógico do mercado é adotar H.264.

Os próprios desenvolvedores do Google possuem um caminho longo a seguir para implementar HTML5 no Chrome, navegador em que grande parte desses recursos era fornecida pelo próprio plugin Gears. Ou seja, abandonar o Gears de vez ainda é cedo, julgando que os próprios padrões tão divulgados pela gigante de buscas sequer foram finalizados em todos os navegadores do mercado.

O porta-voz do Google que falou com o veículo também ressaltou o compromisso de manter o Gears ativo para garantir compatibilidade com os sites que dependem dele, mas isso ainda não é uma realidade no Snow Leopard — exceto para usuários do Firefox. No Issue Tracker do plugin, alguns engenheiros apenas disseram que o produto não possui compatibilidade com o novo sistema da Apple, sem nenhuma animação de continuar trabalhando nele.

Posts relacionados

Comentários