Apple e Psystar fecham acordo parcial para encerrar a venda de PCs com o Mac OS X pré-instalado

O Computerworld informa que Apple e Psystar fecharam ontem um acordo parcial, a fim de encerrar as vendas de PCs com o Mac OS X pré-instalado. Poucos detalhes sobre ele foram revelados pela justiça, porém a Psystar ainda não enviou todos os seus documentos necessários, algo que apenas acontecerá nesta tarde.

Apple vs. Psystar na balança

Segundo informações reveladas ao público, a Psystar pagará uma quantia ainda desconhecida para a Apple, além de encerrar as vendas do PCs com o sistema da Maçã pré-instalado. Em troca, sua rival garante não executar nenhum procedimento judicial para reclamar seus direitos autorais ou exigir compensações, até que o caso seja encerrado — incluindo na Flórida.

Com o acordo firmado, teoricamente a necessidade de julgamento em San Francisco é eliminada, mas a Psystar ainda está sujeita a uma injunção da justiça para ser permanentemente proibida de vender clones de Macs. Apesar de garantir que suas máquinas não sairão mais da fábrica com o sistema da Apple pré-instalado, ela ainda deseja ser capaz de vendê-las com compatibilidade para ele, graças ao Rebel EFI.

O software criado para permitir a instalação do Mac OS X em qualquer PC deve ser excluído de uma potencial injunção, segundo a Psystar. Ela alega que concebeu o produto e não está infringindo nada com ele; porém, para garantir isso, talvez deverá deixar de suportá-lo, tornando a tarefa de instalar o sistema da Apple em “clones” por conta e risco de quem se interessar por isso.

Tais medidas apenas garantem que a rotina de trabalho da fabricante de clones continue igual; todavia, as coisas não deverão ser tão fáceis assim. Ainda existe a possibilidade de a Psystar não respeitar certas licenças da Apple com o Rebel EFI, o que não a deixaria livre de uma ação judicial.

[obrigado a todos que nos enviaram esta dica!]

Posts relacionados

Comentários