Mac OS X Snow Leopard é capaz de identificar e reparar erros de HD automaticamente

Barra de progresso durante o boot de um MacTalvez você nunca veja uma barra de progresso cinza (como a ilustrada ao lado) durante a inicialização do seu Mac, mas, de qualquer forma, é bom saber o que ela significa. Em determinadas situações nas quais o seu computador não é iniciado corretamente — talvez você tenha forçado um desligamento por engano ou a sequência de inicialização do sistema tenha sido interrompida — é quase certeza que o seu disco rígido sofrerá algum erro lógico. Apesar de haver casos em que ele pode ser reparado, provavelmente você não conseguirá fazer isso ao inicializar o seu computador pelo DVD do Mac OS X e forçar o reparo do HD com o Utilitário de Disco.

Nessas situações — que se assimilam a um problema pelo qual um dos redatores do TUAW passou recentemente —, infelizmente você terá que formatar o seu Mac e restaurar seus dados a partir de um backup — seja ele do Time Machine ou não. Entretanto, ainda existe a possibilidade de o Mac OS X conseguir reparar seus dados sozinho e conseguir inicializar de novo, algo que a Apple conseguiu implementar como uma execução automática durante a sequência de boot do Snow Leopard.

É aqui que entra a tela cinza com a barra de progresso embaixo: segundo um artigo de suporte recente da Apple, caso ela apareça durante a inicialização do seu Mac, é sinal de que o próprio sistema operacional está tentando se diagnosticar para solucionar um erro no seu HD (ou nos dados nele contidos). Em poucas palavras, o Snow Leopard é capaz de se autorreparar sem a necessidade de comandos do usuário ou de um disco de inicialização — uma das coisas que justificam o fato de ele não possuir muitos recursos novos e ainda assim ser seu amigo em problemas do dia-a-dia.

No caso do redator do TUAW que mencionei linhas acima, ele ligou o computador algumas vezes depois do erro que cometeu durante o boot do seu Mac e pensou que a máquina não iria sair da tela cinza com a rodinha infinita girando. Porém, depois ele se distraiu e demorou mais um pouco antes de tentar outro reboot: ela mudou sozinha para a barra de progresso, mostrando que o Mac OS X iniciara a sequência de reparos. Vinte minutos depois, a máquina mostrou a tela de login — como se nada tivesse acontecido.

Essa função de reparo não aparenta ser nova do Snow Leopard, pois o Mac OS X possui uma arquitetura que possibilita isso há bastante tempo — até mesmo pela linha de comando, conforme explica este outro artigo da Apple. O problema é que, antes do Snow Leopard, o usuário deveria iniciar consertos por conta própria, fosse pelo Utilitário de Disco ou até via Terminal — com um comando conhecido como fsck. Agora, com essa função integrada ao próprio boot da máquina, as possibilidades de um usuário leigo precisar tomar qualquer procedimento avançado a fim de tentar recuperar seus dados são bastante reduzidas — embora eu ache que isso é benéfico pra todos.

Ah, para fins de distinção: a tela de boot com barra de progresso cinza pode surgir em outros casos, mas por razões totalmente diferentes. Uma delas é um update de firmware, a exemplo do liberado pela Apple recentemente.

. . .

É como diz o Halex: “Se o levante das máquinas for à base de Mac OS X, a humanidade está ferrada.” Já se for com o Windows… 😉

Posts relacionados

Comentários