Impossibilitada de vender clones de Macs, Psystar inicia fechamento permanente das suas operações

Um dos advogados da Psystar anunciou hoje ao Dow Jones Newswires que ela iniciou o processo de fechamento dos seus negócios, após ter sido impedida pela justiça de vender clones de Macs. A sentença do caso saiu nesta semana, encerrando um processo aberto em 2008 pela Apple, que ainda deve receber da sua rival US$2,7 milhões.

Fachada da Psystar

Mesmo sendo capaz de comercializar PCs com outros sistemas, a empresa já tirou seu site do ar e pretende demitir todos os empregados. Ao que tudo indica, ela ainda poderia continuar com seu outro processo na justiça para defender a legitimidade do Rebel EFI, seu software usado para instalar o Mac OS X em máquinas não-Apple, mas pelo jeito não pretende lutar mais por isso.

Julgando que o ultimato da justiça exige que a Psystar encerre a venda de clones até 31 de dezembro, dificilmente ela passará desse dia.

[via MacRumors]

Posts relacionados

Comentários