Firefox 3.6 é adiado para o primeiro trimestre de 2010

Ícone do Firefox (com sombra)

Ícone do Firefox (com sombra)Em desenvolvimento pela Mozilla desde junho, o Firefox 3.6 apenas deverá chegar ao mercado no início de 2010, contrariando o que fora planejado por ela nos últimos meses. O novo browser deveria ter sido finalizado para lançamento até o início desta semana, mas o cronograma da empresa para os primeiros meses do ano que vem inclui o seu lançamento, que virá acompanhado de várias melhorias em desempenho e estabilidade.

Quando comparada com a 3.5, a nova versão é mais rápida para carregar páginas e demora bem menos para abrir no Mac OS X, além de responder melhor a comandos do usuário. Visando diminuir a quantidade de casos em que o navegador possa ficar mais lento, a Mozilla implementou ainda um recurso para instalação de temas “leves” que não requerem a reinicialização do aplicativo, além de melhorias no preenchimento de formulários e mudanças para evitar travamentos no uso de extensões e plugins.

Apesar de o Firefox 3.6 estar bem encaminhado para lançamento, o futuro do navegador além dele está meio incerto — o que é ruim, julgando que Apple, Google, Microsoft e Opera não pararam de anunciar novidades nos últimos meses. Em uma nova revisão do seu roadmap, a Mozilla pretende lançar uma série de novidades para o Firefox em 2010 — incluindo ferramentas de desenvolvimento integradas, nova interface e muitas mudanças para melhorar o desempenho —, mas não há uma cronograma preciso de quando elas serão implementadas.

A proposta antiga de lançar duas versões do Firefox no segundo semestre do próximo ano (3.7 e 4) foi mantida, mas algumas das novidades previstas para aparecer nelas já estão sendo implementadas aos poucos, em ordem de complexidade. Duas delas merecem destaque: separar a execução de plugins de múltiplos processos (o que aumentará bastante o desempenho do browser e sua estabilidade) e migrar as extensões para funcionarem à base de tecnologias web (via Jetpack), que não deixarão mais o Firefox lento e não precisarão exigir a sua reinicialização para instalar/desinstalar.

[via CNET News]

Posts relacionados

Comentários