Google inicia transformação do Docs em GDrive; permite envio de qualquer tipo de arquivo para a nuvem

A equipe do Google Docs anunciou hoje que liberará um novo recurso no serviço para lidar com armazenamento online de qualquer tipo de arquivo, permitindo que os usuários dele (ou do Google Apps) possam acessá-los por qualquer computador conectado à internet. O tamanho dos arquivos é limitado em 250MB, a não ser que seja possível convertê-los em documentos do Google Docs.

No início, os usuários poderão armazenar apenas 1GB de arquivos em formatos incompatíveis com o Docs, mas será possível pagar uma assinatura anual de US$0,25 para o Google a cada gigabyte extra, caso você precise de mais do que o padrão. Além disso, será possível usar pastas compartilhadas para disponibilizar conteúdo para outras pessoas — podendo ser amigos ou colegas de trabalho —, além de usufruir de todas as funções de busca e visualização possíveis no Docs para determinados arquivos.

Para facilitar o envio de arquivos em lotes para o novo serviço que o Google está oferecendo em torno do Docs, três empresas anunciaram ainda aplicativos desktop capazes de se comunicar com o Docs para sincronizar pastas e arquivos, ou até fazer backups online — bom para quem comprar centenas de gigabytes pelo preço praticado pela gigante de buscas. Infelizmente, apenas um deles (o Memeo Connect) é compatível com o Mac OS X.

Tudo indica que este é o início da transformação do Docs no tão falado GDrive (1, 2), mas o Google não confirma a informação e cita que “o GDrive nunca existiu”. 😉

Posts relacionados

Comentários