Amazon.com abrirá Kindle para desenvolvimento de aplicativos

Em mais uma mudança nas suas práticas comerciais referentes ao Kindle, a Amazon.com anunciou hoje que liberará um kit de desenvolvimento de aplicativos para o seu leitor de ebooks — conhecido como KDK, ou Kindle Development Kit. Contendo ferramentas de desenvolvimento, códigos de exemplo, APIs e documentação oficial, o conjunto será oferecido de forma limitada para as empresas interessadas em escrever programas para o gadget, a partir do mês que vem.

Obviamente, isso não fará do produto um iPhone-killer — ou qualquer outra coisa que a maior parte da mídia considera cópia dos gadgets da Apple —, mas adicionará muita funcionalidade útil para o Kindle sem necessariamente fazer com que ele deixe de ser um leitor de livros digitais. Por exemplo, será possível integrar conteúdo ativo que use a conectividade com a internet presente nele, obviamente sem abusar do fato de que ele não pode ser usado para a exibição de vídeos ou qualquer conteúdo em fast-motion.

Também deverão surgir como parte dessa iniciativa alguns jogos — embora não se saiba ainda como funcionarão —, que deverão ficar disponíveis para compra/download junto dos outros “apps” na Kindle Store. Desenvolvedores poderão oferecer por lá diversos tipos de conteúdo nesse novo modelo de softwares, podendo ser disponibilizados de graça (sem custos de hospedagem da parte deles) ou por um valor simbólico, que pode ser único ou via um modelo de assinaturas.

Nesse último caso, o modelo de negócios entre desenvolvedores e a Amazon.com será semelhante ao que ela anunciou recentemente para os seus ebooks, “substituindo” o antigo. Entretanto, os parceiros da loja online nessa nova iniciativa enfrentarão outras dificuldades com referência ao hardware e à Kindle Store, incluindo uma limitação no tamanho dos binários enviados — apenas 100MB.

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários