Google divulga seus resultados financeiros para o Q4 de 2009

O Google divulgou hoje seus resultados financeiros referentes ao fim de 2009, apresentando uma alta de 17% em sua receita. Pela primeira vez, a companhia fez uso de um webcast via YouTube para transmitir o anúncio, tornando desnecessário o uso de ferramentas como o RealPlayer ou Windows Media Player para que seus investidores acompanhassem os resultados ao vivo.

O CEO do Google, Eric Schmidt, ficou bastante satisfeito com os resultados do último trimestre. “Dado que a economia global ainda está nos primórdios da recuperação, este foi um fim de ano extraordinário. Nossa performance em 2009 delineou a força da nossa equipe de gerência, a flexibilidade de nosso modelo de negócios e o ritmo de inovação em nossos times de produtos e engenharia, que resistiram as quedas sem esmorecer”, disse.

Schmidt acredita que a empresa começou o ano de 2010 com forte otimismo referente à internet, prometendo a continuidade dos investimentos pesados em inovações tecnológicas para beneficiar não apenas seus usuários e consumidores, mas também a web como um todo. A seguir, você confere um slideshow com os principais resultados apresentados:

O Google teve uma receita líquida de US$4,95 bilhões de dólares e incrementos de 13% e 5% sobre a taxa de cliques pagos e o custo por clique, respectivamente. Sua saída da China pode ser ressaltada como um fator que pode vir a ser danoso no futuro, por atrapalhar o crescimento da gigante.

Chegou-se a mencionar ainda que o YouTube finalmente gerou lucros, sem falar que as relações com clientes empresarias estariam “bem fortes” para a empresa, mas não foram fornecidos mais detalhes sobre o assunto. O Nexus One e o Motorola DROID também foram rapidamente elogiados ao longo da apresentação — porém, sem números específicos, a imagem do “Google Phone” como fracasso de vendas não melhora muito.

As ações do Google fecharam esta quinta-feira com uma leve alta de 0,44%, cotadas a US$582,98, após caírem cerca de 5% ao longo do dia. O relatório completo sobre os números da gigante de buscas referentes ao quarto trimestre de 2009 pode ser baixado aqui (PDF, 49KB).

[via Silicon Alley Insider]

Posts relacionados

Comentários