Após revelar informações sobre iPad antes do evento da Apple, McGraw-Hill pode ter sido excluída de acordo para ebooks [atualizado]

Na terça feira, após anunciar seus resultados financeiros, a McGraw-Hill revelou em uma entrevista para a CNBC que a Apple de fato iria lançar sua tablet ontem, com um acordo de distribuição de livros didáticos sob a forma de ebooks e até rodando o iPhone OS. Bom, algumas das informações ditas por ela se tornaram realidade, com exceção da mais importante:

Publicidade

A McGraw-Hill não foi destacada pela Apple no evento de ontem, quanto ao anúncio do iBooks e da iBookstore. Aliás, ela era a única distribuidora de livros didáticos prevista para ser anunciada no evento, porém não foi. De acordo com o VentureBeat, existe a chance de a empresa ter sido excluída do acordo com a Apple, mas isso só deverá ser confirmado “em algumas semanas”.

Publicidade

Bom, talvez a McGraw-Hill só tenha sido cortada da apresentação. Entretanto, não acho que o pessoal da Apple tenha ficado muito satisfeito com alguém revelando um produto desconhecido uma dia antes do lançamento, ainda mais por uma empresa (ex-)parceira.

[via MacRumors]

Atualização

Publicidade

Em entrevista ao Digital Daily, um representante da McGraw-Hill alegou que a empresa não fez os comentários para a CNBC visando revelar a iPad antes da hora, pois ela não teve envolvimento nenhum com o gadget, contrariando o que fora especulado há mais tempo. O relato do CEO da empresa foi feito apenas para enfatizar a possibilidade de a tablet rodar apps do iPhone OS — o que motivaria instituições a adotá-la e usar as soluções da McGraw-Hill por meio dela.

Ademais, apenas conteúdo proveniente de editoras sem fins didáticos foram colocados à venda na iBookstore, o que contraria as reais intenções da McGraw-Hill com a iPad — isto é, distribuir soluções completas de ensino móvel que vão além de livros. Essa iniciativa poderia ter sido compreendida apenas considerando o fato de que o o novo produto (na época desconhecido) rodaria apps para iPhone, com base no que vários outros rumores antigos apontavam.

Em resumo, as verdadeiras intenções da editora didática com a iPad nunca deverão ser atendidas pela iBookstore, portanto ela oficialmente não faz parte do acordo para a loja de eBooks da Apple — pelo menos até o momento. No entanto, eu não sou o único a acreditar que ela demorou demais para desmentir os comentários que antecederam o lançamento da iPad.

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…