Você investiu na AAPL no início da semana? Meus pêsames…

Há um ditado que diz “As pessoas compram os rumores e vendem as notícias.” (Há outro que diz “Homens vão pra cama com o sonho — e não gostam quando acordam com a realidade”, mas não vem ao caso.) Parece ter sido isso o que aconteceu com a AAPL: depois de experimentarem uma subida marcante nos dias que antecederam a keynote “Latest Creation” e terem caído por conta de uma jogada do Deutsche Bank, os papéis da Maçã na bolsa de valores estão despencando desesperadoramente.

Publicidade

Para Frank Cioffi (fundador do Apple Investor News), num artigo escrito para o Huffington Post, quando até um fã veterano da Apple tem problemas para ver uma funcionalidade de um iGadget novo que não seja provida por outros, as coisas a curto prazo realmente não são promissoras.

Entretanto, ele entende que o iPad, ao contrário do mega-hit que foi o iPhone, é um produto de crescimento lento, e chega a chamar a atenção de fabricantes de smartphones como a Nokia para o preço que a Apple está cobrando, alegando tratar-se de um valor “disruptivo”. Suas apostas, porém, se concentram no futuro:

A Apple simplesmente reinventou o entretenimento portátil e a computação móvel. […] …assim como a Apple começou a década com o iPod, que cresceu lentamente até ser um aparelho icônico, eu prevejo que o iPad, depois da decepção inicial dos investidores, também vai crescer com o tempo e certamente criar uma nova categoria de gadget. Mas vai levar tempo. A Apple está planejando a longo prazo. Esta companhia foi além do e-reader e criou um aparato de e-entretenimento.

Outra coisa que Cioffi aponta e pode ser um motivo de alegria para os investidores é o peso (literal) de Steve Jobs: ele não parecia mais saudável, na keynote de quarta? A AAPL fechou a sexta-feira cotada a US$192,06, experimentando uma queda de 9,9% desde o pico no meio do dia 26, véspera da keynote.

[via TUAW]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…