Steve Jobs também fez comentários sobre o Flash Player para o The Wall Street Journal, segundo rumores

Ao visitar a redação do The Wall Street Journal no início do mês, Steve Jobs teria voltado a falar negativamente sobre o Flash Player, segundo a Gawker. O executivo, que até hoje gera comentários na internet por conta do que supostamente falou aos seus empregados no campus da Apple sobre o plugin, também teria usado uma boa parte do seu tempo de reunião com a equipe do jornal para explicar os motivos pelos quais o mercado editorial deve evitar a principal tecnologia da Adobe para distribuir conteúdo.

O The Wall Street Journal é apenas uma das publicações que usa Flash como parte da sua estratégia de distribuição de conteúdo na web, o que leva a acreditarmos que, caso Jobs realmente tenha criticado o plugin na redação do jornal, provavelmente ele está fazendo o mesmo em todas as negociações. A Gawker sugere que o CEO tenha se referido negativamente ao Flash Player devido ao seu alto uso de CPU e como fonte de bugs e falhas de segurança, ressaltando que a Apple “não perde tempo com tecnologia antiga”.

Jobs também teria comparado a exclusão do Flash no iPad com outras coisas que a Apple abandonou em seus produtos, incluindo disquetes (com o lançamento do iMac), a própria FireWire 400 (que foi ideia dela, se não me engano) e CDs (que nem mesmo foram removidos de todos os Macs, mas o MacBook Air não está entre nós à toa). A justificativa é que o hardware usado pela empresa no iPad é bastante eficiente para tirar proveito das tecnologias que ela já usa no iPhone OS, de forma que incluir um plugin como o Flash no seu estado atual influenciaria na sua autonomia de bateria para navegação na web.

O que teria ficado claro para o jornal é que empregar Flash reduziria a autonomia de dez horas prometida pela Apple para apenas uma hora e meia — embora isso me cheire a exagero para fugir do papo de não suportá-lo. Não é difícil para o The Wall Street Journal largar o uso do plugin e empregar a dupla HTML5 + H.264 e, julgando que a Apple não quer dar chances à Adobe, talvez seja isso o que Steve Jobs está fazendo com as empresas que deseja tornar parceiras da Maçã.

Por outro lado, a Adobe continua a defender o uso do Flash e está trabalhando em aprimorá-lo para o Mac, significando que o mesmo ainda pode acontecer com iPhone OS. De qualquer forma, até hoje não sabemos se o que o CEO da Apple falou para seus empregados foi verdade, mesmo com toda a discussão sobre o assunto já estar fora do normal, ao meu ver.

Posts relacionados

Comentários