DRM não funciona porque…

…quem cria esses sistemas só pode ser um pirata.

Sério: se o indivíduo maldito que concebe essas “proteções” nefastas tivesse que conviver com elas, certamente já teria se matado de remorso por ter tornado o mundo um lugar (muito) pior. Confira esta ilustração genial feita por Brad Colbow, mostrando o quão frustrante pode ser baixar um áudiolivro pela biblioteca pública de Cleveland (Estados Unidos):

Estou certo de que histórias de horror similares podem ser encontradas em muitos outros sistemas de DRM espalhados pelo mundo da tecnologia.

· · ·

Numa nota não relacionada, quero compartilhar rapidamente meu ódio mortal ao sistema de menus e proteções dos DVDs originais: eles me fazem querer nunca mais ver qualquer filme — e a tendência é piorar com o Blu-ray, por isso eu nem choro pela falta disso no meu MacBook.

Não sabe do que estou falando? Antes que você pense que eu sou algum tipo de Jack Sparrow da indústria do entretenimento, veja esta imagem publicada no Lifehacker:

E aí, identificou-se com esse inferno? Cara, se a indústria quer que eu pague pelo trabalho de centenas de pessoas para produzir um filme de qualidade, EU PAGO, e pago sorrindo, mas não me force a ver trailers de sei-lá-quantos-anos-atrás e animações cafonas/ridículas/desnecessárias sempre que eu quiser rever um dos meus filmes favoritos!

Burrice tem limite, caramba, e menus de DVD chegam bem perto do quanto uma coisa pode ser irritante. 🙁

Posts relacionados

Comentários