Final Cut Studio foi usado na produção de quase todos os documentários indicados para o Oscar

MacBook Pro e Final Cut Studio

Talvez até seja válido destacar que a Apple apareceu na cerimônia do Oscar com um comercial para o iPad e a presença de Steve Jobs, mas o que mais conta nesse evento é lembrar que grande parte das produções concorrendo à premiação em 2010 foram criadas com a ajuda de Macs e, mais importante ainda, do Final Cut Studio. Um exemplo disso foi destacado pelo Macworld, com referência aos filmes na categoria “Documentário”: dos dez indicados, nove foram produzidos com aplicativos profissionais da Apple.

De fato, a última edição do Final Cut Studio está sendo muito bem recebida por produtores de filmes de todos os níveis, como é o caso dos responsáveis pelo documentário Food, Inc., que concorreu a uma estatueta. Ao serem entrevistados pela CNET News, eles disseram que a suíte fazia muito mais sentido com relação a custo/benefício, possibilitando a concretização de todas as ideias que tinham em mente.

“O Final Cut Pro é bastante acessível e é um bom aplicativo. Ele tem sido uma escolha natural dos produtores de filmes”, disse Kim Roberts, editora do documentário. Uma das vantagens citadas pela CNET ao usá-lo é a possibilidade de os produtores de filmes completarem um número bem maior de tarefas essenciais durante o processo de edição, antes de levar o material resultante para pós produção.

De acordo com a SCRI International, os aplicativos da suíte Final Cut Studio são usados por aproximadamente 50% dos editores não-lineares de vídeo, sendo considerada a solução mais popular nessa área. Embora seja considerada uma ferramenta profissional de alta qualidade, ela ainda enfrenta a concorrência de outros aplicativos que podem ser tão bons quanto em determinadas situações, como é o caso do Adobe Premiere Pro.

Posts relacionados

Comentários