Apple revela uma série de detalhes sobre o iPad; saiba tudo e mais um pouco

iPad Wireless - 3G + Wi-Fi

Com o início da pré-venda do iPad, a Apple atualizou o site do produto com novas informações sobre os seus recursos, revelando alguns detalhes que não tinham sido divulgados. Dentre eles, destacam-se alguns esclarecimentos a respeito de como funcionará a ativação do serviço de internet móvel via 3G nos modelos especiais da tablet, que estarão disponíveis para compra no final de abril.

iPad Wireless - 3G + Wi-Fi

Uma página especial no site da Apple detalha o funcionamento dos planos de internet móvel que a AT&T oferecerá nos Estados Unidos. Já no Brasil, ela apenas informa aos usuários sobre a possibilidade de adquirir um pacote de dados e usá-lo com um micro SIM, algo que ainda não sabemos como (ou se) funcionará.

O que é importante lembrar na forma como os recursos 3G do iPad funcionarão é que eles não exigem um contrato de fidelização e podem ser pré-pagos, com todo o gerenciamento feito através do próprio aparelho nas operadoras suportadas. Será possível alternar entre planos, conferir o seu uso mensal, programar-se para a validade dos seus créditos e usá-la para navegar na internet sem saber que a operadora existe — será que vão inventar isso pra celulares um dia? 😛

Trava de rotação da tela e suporte a AVI

É fato que o iPad pode ser usado de qualquer forma que o usuário achar correta, seja nos modos retrato ou paisagem. Mas, e se você quiser usá-lo com apenas uma orientação? Para isso, a Apple substituiu a função do botão Mute da tablet pelo recurso screen rotation lock (em inglês, trava de rotação da tela).

Caso queira usar iPad apenas no modo retrato ou apenas no modo paisagem, será possível posicioná-lo da forma que desejar e usar esse botão para travar a orientação da tela. Isso talvez não seja útil para qualquer tarefa, mas muita gente alternará bastante entre retrato e paisagem dessa forma, a depender dos apps que for usar com o dispositivo.

Nas especificações também está confirmado que será possível ver vídeos em AVI no iPad, com base nos formatos MotionJPEG (para vídeo) e PCM (para áudio), com até 35Mbps e resolução de 1280×720 pixels. Isso coloca o iPad como um gadget mais versátil para assistir a vídeos do que o próprio Apple TV — que não vai ficar do jeito que está pra sempre, é bom lembrar.

iBooks

Ao atualizar o site do iPad, a Apple fez alguns esclarecimentos sobre o funcionamento do iBooks. Por fazer uso do formato de livros ePub (que é aberto e utilizado em outros serviços da mesma categoria), está confirmado que ebooks gratuitos oriundos de outras fontes também poderão ser lidos no iPad quando adicionados ao iTunes (imagino que uma nova seção “livros” surgirá nele para isso).

O problema é que isso ainda não nos ajuda em absolutamente nada, visto que o aplicativo será distribuído separadamente apenas na App Store norte-americana — outros países serão suportados no futuro, mas não sabemos como nem quando. Se você estiver considerando o iPad para a leitura de livros, é bom se segurar um pouco e ficar atento a isso.

É interessante mencionar que o iBooks terá algumas funções “portadas” a partir da experiência de leitura do Kindle. O iPad, assim como os mais recentes iPhones e iPods touch, também possui VoiceOver integrado como um dos seus recursos de acessibilidade, então será possível deixar que ele leia o livro para você — talvez apenas em inglês na primeira versão americana do app, mas já é alguma coisa. Além disso, também será possível selecionar palavras e obter definições em um dicionário integrado ao iPhone OS 3.2, ou usá-las para buscas no Google ou na Wikipédia.

[via Macworld]

Posts relacionados

Comentários