Política de preços da iBookstore será mesmo similar à da Kindle Store

O App Advice conseguiu uma imagem da iBookstore rodando em um iPad, comprovando a similaridade da política de preços da Apple com a da Kindle Store, exibindo a maior parte dos livros na lista de “mais vendidos” do The New York Times pelo mesmo preço (US$10). A captura da tela do aparelho foi feita em primeira mão a partir de uma unidade do dispositivo liberada pela empresa a um desenvolvedor, indicando que as desesperadas medidas de segurança dela não foram seguidas à risca.

Embora o próprio Steve Jobs e o comercial do iPad tenham deixado claro que obras na loja de livros da Maçã seriam oferecidas a preços bem acessíveis, muita gente não colocou muita fé nisso, continuando a sugerir que os valores adotados pela iBookstore ficariam acima dos US$13. Dos 32 ebooks destacados na lista de “mais vendidos” mencionada acima, 27 custam US$10, incluindo os 10 mais populares.

Bom, isso é uma boa notícia, mas também traz um pequeno problema — que pode se tornar gigante no futuro. A Amazon.com já está sendo criticada por oferecer esses livros na faixa de “mais vendidos” por um preço bem baixo em relação aos impressos comuns, mas por que a Apple pode aparecer do nada e concorrer com o mesmo preço? Ao que tudo indica, ela está colocando mais dinheiro nas mãos das editoras no fechamento dos contratos do que a Amazon, algo que esquentará as divergências por causa dos preços de livros digitais no futuro — e já fez com que Random House se distanciasse da Apple (ao menos por enquanto).

Posts relacionados

Comentários