Apple ganha direitos sobre uma série de patentes e registra invento de computador 100% wireless

A Apple recebeu hoje nos Estados Unidos uma série de registros de patentes com referência aos seus produtos, cobrindo aplicativos da empresa em diferentes plataformas, designs de acessórios e funcionamento de componentes eletrônicos. No entanto, ela também aproveitou para registrar mais um invento que poderá fazer parte do seu enorme portfólio no futuro.

O invento em questão está ilustrado na imagem acima. Ele descreve o funcionamento de um computador desktop capaz de funcionar sem fios e independente da presença de um monitor, contando com um projetor integrado que envia imagens geradas pelo seu hardware gráfico para qualquer superfície plana que sirva de anteparo, como uma parede branca. O sistema de projeção integrado nesse computador lembra uma solução similar que vimos aqui ontem, relacionada a portáteis.

Graças ao uso de tecnologias sem fio, como Bluetooth e Wi-Fi, o novo modelo de computador dispensaria fios para conexão de periféricos como teclados e mouses — e também HDs externos, se considerarmos apenas o Time Capsule nessa categoria. O mesmo se aplicaria para conexão à web, caso o usuário tenha pontos de acesso a redes configurados de forma que permitam conexão sem fio.

Até aqui, a patente não descreve nada além do que é possível com qualquer portátil ou desktop all-in-one hoje em dia, mas o ponto inovador dela está além disso. Por meio de uma tecnologia similar à dos carregadores Touchstone da Palm para seus novos smartphones, também seria possível carregar a bateria interna desse computador sem a necessidade de um cabo AC conectado a ele.

Não que a ideia não seja promissora, mas seria difícil contar com uma indústria tão enorme de gadgets e acessórios para suportar inicialmente tal computador livre de fios, mesmo nos dias atuais. É claro que já existem muitos produtos nessas categorias que usam Bluetooth e Wi-Fi, sem jamais precisarem de uma conexão direta com uma computador, mas a popularização de um computador livre de portas de expansão pode ainda ser difícil — afinal de contas, nem mesmo os iPods e iPads atuais funcionam sem serem conectados a um Mac/PC via USB.

Além desse invento em desenvolvimento, a Apple também foi contemplada com uma série de novas patentes, conforme mencionado no início do post. Dentre elas, destaca-se o registro de projetos de interfaces animadas em tela cheia, representando exemplos como do Cover Flow em iPhones e iPods touch.

Também foram cedidos à Apple registros de inventos sobre o funcionamento dos seus principais aplicativos, como o iChat (para renderização de vídeo em conversas com outras pessoas) e o iDVD (para autoração de menus). Além disso, o design do SuperDrive externo do MacBook Air (que opera via USB) também foi reconhecido nos Estados Unidos como criação da Apple.

Posts relacionados

Comentários