Primate Labs avalia desempenho dos novos MacBooks Pro

A Primate Labs lançou nesta manhã sua análise de desempenho geral dos novos MacBooks Pro, lançados nesta semana com os últimos processadores da Intel e maior performance gráfica. Os testes foram feitos com o Mac OS X 10.6.3 e o Geekbench 2.1.5, em máquinas com 4GB de memória RAM.

Publicidade

Um dos pontos em que a Primate Labs mais se impressionou com os novos portáteis é o fato de que o salto de desempenho entre o processador Core 2 Duo e os novos Core i5 e i7 é enorme, ainda mais levando em conta que eles possuem uma frequência de operação muito menor do que o ancestral. Ao comparar o Core 2 Duo de 2,4GHz (o mais rápido da linha de 13 de polegadas) com o Core i5 de 2,4GHz (o mais lento da linha de 15 polegadas), os testes deram uma vantagem de mais de 30% para este último, em performance geral.

Isso é interessante porque os avanços da Intel em microprocessamento estão permitindo que os notebooks atuais tenham maiores ganhos de desempenho enquanto consomem ainda menos energia do que antes, sendo algo decisivo para essa categoria de computadores. Esses ganhos vêm sendo obtidos graças ao aprimoramento de outras funções internas desses chips, em vez de existir apenas a preocupação de aumentar o número de transistores internos.

Publicidade

Com tantas configurações disponíveis entre os processadores Core i5 e i7, a Primate Labs recebeu vários questionamentos sobre qual deles seria o melhor para considerar em um MacBook Pro — os modelos de 13 polegadas com o Core 2 Duo até seriam interessantes, se já não estivessem com demanda alta demais. Para a especialista em benchmarks, se a necessidade dos usuários não envolver o uso de uma tela da maior resolução disponível, convém investir numa máquina de 15 polegadas com o último processador Core i5, usando o dinheiro do Core i7 para aumentar a RAM para 8GB.

Há dois dias, o Gizmodo também publicou benchmarks preliminares dos novos MBPs, trazendo resultados não muito diferentes dos que acabamos de ver.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…