Apple faz reestruturações em sua diretoria após a morte de Jerry York

Sede a Apple em 1 Infinite Loop

De acordo com o Wall Street Journal, a Apple realizou uma série de reestruturações e alterações de responsabilidades em sua diretoria após a morte recente de Jerome “Jerry” York, há um mês.

Publicidade

Sede a Apple em 1 Infinite Loop

As medidas visam adequar a companhia às suas próprias regras, visto que Jerry teria deixado um “buraco” operacional. Vale notar, ainda, que a Apple está agora no limite mínimo de diretores no seu quadro (seis), e espera-se que nomeie um novo executivo em breve. Com um grupo reduzido, os dois diretores-líderes — Andrea Jung, CEO da Avon Products, e Arthur Levinson, presidente da Genentech — têm agora mais responsabilidades na empresa.

Bill Campbell, presidente da Intuit, passa a comandar o comitê de auditoria e finanças da Apple junto com Levinson; este era o principal papel de Jerry na empresa, há mais de 12 anos. O comitê de compensações da Maçã também foi reestruturado: Campbell não mais participará dele, transmitindo as responsabilidades a Jung, que trabalhará junto com Mickey Drexler, presidente da J. Crew, e com o ex-candidato à presidência dos Estados Unidos, Al Gore.

Publicidade

Os únicos comitês que permanecem inalterados são os de nomeação e governância corporativa, que também contam com insights de Levinson, Drexler e Gore.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…