Gizmodo põe as mãos no que parece ser o iPhone de quarta geração

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

E não demorou muito pra alguém pôr as mãos naquela unidade falsa-verdadeira (prototipal?) do iPhone de quarta geração, encontrada anteontem no chão de um bar em San Jose. O Gizmodo teve o privilégio de analisar o aparelho e fez um review completo do que poderemos ver na próxima geração do smartphone da Apple.

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

Além de uma nova carcaça contendo um misto de alumínio e plástico, o iPhone 4G provavelmente virá com uma câmera traseira de melhor qualidade (a lente é maior que a do 3GS) e com flash LED embutido, uma segunda câmera frontal para videoconferências, display de maior resolução e uma série de reestruturações internas para viabilizar um aumento de 16%(!) no tamanho de sua bateria.

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

Embora o aparelho encontrado não ligue mais, o Gizmodo tem confiança de que ele é mesmo quente. A pessoa que o encontrou diz que o iPhone rodava o firmware 4.0, e que ele teria sido limpado e desligado remotamente pela Apple.

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

Tal como o iPad, o tal iPhone 4G usa um Micro-SIM, agora localizado na lateral esquerda.

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

No topo, um pequeno buraco indica a presença de um segundo microfone — provavelmente para redução de ruídos. Por dentro, os componentes têm diversas indicações oficiais da Apple, dando ainda mais credibilidade à coisa.

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

iPhone 4G adquirido pelo Gizmodo

Seu hardware, mais fino que o do iPhone 3GS — porém 3 gramas mais pesado —, parece ser mais robusto e duradouro. O design e formato geral me agradam muito, mas os botões — especialmente os de volume, separados — não me parecem muito Apple-like.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=nxbHCR-W8zc[/youtube]

O post original do Gizmodo também contém alguns vídeos bacanas (nada como este acima), mas infelizmente não conseguimos incorporá-los aqui. Enquanto isso, há quem diga que a Apple tem envolvimento direto nesse vazamento, como se fosse algo proposital. Não seria nada surpreendente, afinal.

Posts relacionados

Comentários