SproutCore reaparece com suporte a HTML5 e multi-touch

Desenvolvimento para iPad, iPhone e iPod touch agora também é suportado

Usado em larga escala pela primeira vez durante a estruturação do MobileMe, o SproutCore reapareceu neste final de semana como uma nova tecnologia para criação de web apps baseados na mesma interatividade disponível para os aplicativos do Mac OS X, porém suportando os elementos do padrão HTML5. O anúncio foi feito durante um evento em Washington (Estados Unidos) e permitirá que desenvolvedores web reúnam os seus recursos já existentes com os novos padrões para criação de sites.

Publicidade
Desenvolvimento para iPad, iPhone e iPod touch agora também é suportado

A nova estratégia visa acelerar a adoção dos modelos de desenvolvimento baseados nas plataformas da Apple, especialmente por quem busca por uma boa possibilidade de criar web apps em HTML5 sem se esforçar muito — afinal de contas, um dos objetivos desse tipo de solução é diminuir o tempo necessário para alcançar o mesmo nível de interatividade por conta própria. É provável que os apps online do MobileMe tirarão enorme proveito dessa novidade, visto que a equipe da Apple para o serviço é uma das maiores contribuidoras para o SproutCore.

Contudo, a nova versão dessa tecnologia vai além disso e também suporta todos os tipos de interatividade e multi-touch para dar comportamento nativo a web apps para iPhone OS, independentemente de serem destinados a iPhones (e iPods touch) ou iPads. Uma demonstração do suporte a multi-touch através do SproutCore já está disponível para avaliação de quem é um dono de iPad — o resultado é similar ao dos frameworks em JavaScript que a Apple vem desenvolvendo, isso se não forem os mesmos usados nesta demonstração.

Para complementar o reaparecimento do SproutCore, seus desenvolvedores também anunciaram que estão envolvidos na criação de ferramentas que ajudem no design de outros web apps e ofereçam melhorias na forma de distribuí-los — no primeiro caso, ela se chamará Greenhouse (imagem acima). Elas serão oferecidas no futuro para todos os seus desenvolvedores de graça, representando um grande passo adiante em relação a produtos pagos que visam oferecer os mesmos recursos — como o Atlas, da 280 North, que usa o framework Cappuccino para oferecer uma interatividade similar em web apps.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…