Recurso de rolagem inercial em trackpads pode funcionar com outros portáteis da Apple, além dos novos MacBooks Pro

Com os MacBooks Pro lançados recentemente, a Apple implementou um novo recurso de rolagem inercial nos trackpads, fazendo o comportamento da rolagem em janelas do Mac OS X ser suavizado de acordo com a intensidade e velocidade com que o usuário passa os dois dedos sobre a superfície do trackpad — algo que os usuários do Magic Mouse já devem conhecer. Trata-se de uma função vinda do hardware multi-touch de iPhones, iPods touch e iPads, mas não se sabe ainda se as diferenças nesse aspecto são tão drásticas a ponto de impedir que ela seja suportada por modelos menos recentes dos portáteis da Apple.

Trackpads com suporte a multi-touch apareceram no primeiro MacBook Air, em 2008, passando em seguida para os MacBooks Pro anteriores aos atuais modelos unibody e, por fim, ao MacBook branco, no ano passado. Considerando que já são muitos os portáteis da Apple que suportam gestos multi-touch em trackpads, há de se questionar o fato de eles serem tão diferentes a ponto de não reconhecerem os mesmos gestos ou efeitos gerados por eles no Mac OS X — afinal de contas, nesse aspecto o iPhone não foi alterado desde 2007.

O TUAW investigou o assunto e concluiu que deverá ser possível habilitar os mesmos comportamentos do trackpad multi-touch dos novos MacBooks Pro em todos os outros notebooks fabricados pela empresa, por meio de um atualização para o Mac OS X  — isso, é claro, se eles possuírem o mesmo tipo de trackpad. Entretanto, isso não é possível por meio de uma simples troca de extensões do sistema entre uma máquina com rolagem inercial e outra sem esse recurso, então é bom não fazer experimentos seguindo uma parte da explicação deste artigo, que podem resultar em efeitos inesperados para seu portátil.

Por outro lado, o Cult of Mac acredita que a rolagem inercial a dois dedos é capaz de funcionar em qualquer trackpad fornecido pela Apple com seus notebooks, seja ele multi-touch ou não. É algo mais ousado, mas atualmente possível através de softwares de terceiros, como é o caso do Smart Scroll (US$20, disponível para o Mac OS X 10.4 ou superior). Fora dessa circunstância, o jeito é esperar por uma iniciativa oficial da Apple.

Posts relacionados

Comentários