Após sete anos, iTunes Store abocanha um quarto de todas as vendas de músicas nos Estados Unidos

iTunes Store

A iTunes Store está completando hoje sete anos desde sua abertura, em 28 de abril de 2003. Como uma das distribuidoras de música digital mais antigas em atividade, ela ajudou a levantar esse mercado e foi destaque de uma pesquisa recente feita pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (sigla em inglês, IFPI). Ao contrário do que muitos envolvidos no setor pensam, são lojas como a da Apple que continuam a gerar números positivos para gravadoras.

Publicidade

De acordo com a IFPI, enquanto as vendas de músicas em CDs caíram 12,7% entre 2008 e 2009, o mercado de música digital cresceu 9,2% no mesmo período. É claro que isso ainda não é suficiente para falar que a venda de CDs é insignificante (apesar de tudo, eles geraram aproximadamente US$12 bilhões em receita para gravadoras em 2009, o que representa mais de 70% do total arrecadado), mas o volume arrecadado por meio das vendas digitais não para de crescer, estando agora em US$4,3 bilhões ao ano — US$363 milhões a mais do que em 2009.

Publicidade

O grande problema é que, infelizmente, os lucros das gravadoras estão caindo anualmente como um todo, em função da pirataria — e eu não falo apenas de torrents, pois a quantidade de pessoas que compra CDs em camelôs também é absurda. Nos últimos 13 anos, a receita gerada pelo mundo da música caiu aproximadamente 25%, sendo bastante influenciada pelo advento da internet.

Publicidade

No momento, a iTunes Store é a maior distribuidora de músicas do mundo, sendo responsável por ótimos números nas vendas de conteúdos em países da Europa, Caribe, Ásia e Oceania. A influência no mercado online lhe concede uma posição de destaque se reunirmos os números independentemente do formato, o que coloca o canal da Apple com 25% do total de conteúdos musicais vendidos nos Estados Unidos.

Entretanto, isso não tem se demonstrado suficiente para conter a queda dos lucros das gravadoras em nenhum ponto do mundo, o que tecnicamente é algo preocupante. Para Robert Andrews, editor do paidContent, a indústria musical deve esperar na Apple uma solução para contornar a maré de perdas que está enfrentando e voltar a crescer.

Publicidade

De uma certa forma, foi isso que ela tentou fazer há sete anos:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=B2n86TROxzY[/youtube]

O áudio não está bem sincronizado ao vídeo, mas ele é o único registro
do lançamento da iTunes Store existente na internet; acredite.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…