Apple poderá cobrar caro para veicular propagandas via iAd

Steve Jobs apresentando iAd

Do ponto de vista do desenvolvedor, já sabemos que a Apple repassará 60% dos lucros de publicidades veiculadas através de sua nova plataforma iAd, ficando com os 40% restantes para cobrir os custos da operação e hospedagem das peças. Mas, até hoje, não tínhamos ouvido falar nada sobre quanto que anunciantes terão que pagar a ela para entrar na brincadeira.

Steve Jobs apresentando iAd

Segundo o Wall Street Journal, os valores não serão nada pequenos. Fontes da publicação dizem que a Apple poderá cobrar cerca de US$1 milhão para veicular anúncios em seus gadgets. Se você quiser estar entre os patrocinadores que inaugurarão o serviço, poderá ter que desembolsar até US$10 milhões.

Além de exigir um elevado nível de controle sobre como ações de marketing serão executadas no iAd, a Apple também deverá cobrar um valor premium por cliques — pulando de alguns centavos de dólar por uma simples impressão do anúncio a US$2 por um clique e visualização da peça em tela cheia num app.

Comparativamente, empresas como o Google cobram hoje cerca de US$100 mil a US$200 mil por acordos mobile semelhantes. Ainda assim, diversas agências de propaganda em Boston, Nova York, Los Angeles e San Francisco já estão trabalhando em peças para o iAd, vislumbrando o potencial criativo que a plataforma oferecerá.

A partir de junho, com a chegada do iPhone OS 4, o iAd já será ativado e disponibilizado para usuários de iPhones e iPods touch. O alcance a donos de iPads só será esticado meses mais tarde, quando o novo sistema operacional móvel for liberado para a tablet.

[via Reuters]

Posts relacionados

Comentários