Brasileiro recorta chip da Vivo para o formato de Micro-SIM e usa iPad 3G sem problemas por aqui

Chip da Vivo cortado para o iPad 3G

A Vivo pode já ter se pronunciado acerca do seu interesse em trazer o iPad para o Brasil, mas a história a seguir é uma mera coincidência. CEO da agência iThink, em São Paulo, o leitor Marcelo Tripoli deve ser um dos primeiros brasileiros a ter um iPad com Wi-Fi+3G rodando normalmente numa operadora nacional.

Publicidade

A aventura toda começou ontem à noite, assim que um amigo seu chegou de uma viagem aos Estados Unidos com um iPad 3G. Em vez de fazer o corte do chip da Vivo no escuro, eles usaram o Micro-SIM original da AT&T como molde, o que facilitou bastante o processo:

Chip da Vivo cortado para o iPad 3G

Encontrar o tamanho/formato exato do chip é o mais difícil, pois recortá-lo é bem simples. Você pode usar uma tesoura ou um estilete; o que preferir.

Com tudo pronto, bastou inserirem o agora Micro-SIM da Vivo no iPad para ele automaticamente identificar o sinal da operadora. A troca de dados em si requereu rápidas configurações de APN nas configurações da tablet (todas abertas e liberadas, ao contrário do iPhone) e… eureka!

iPad 3G rodando na Vivo

“Estou com um iPhone 3GS ao lado do iPad, ambos conectados à rede da Vivo. O sinal do iPad é claramente superior ao do iPhone”, observou ele.

O Marcelo ainda está testando o seu novo iPad 3G, mas bastante preocupado com a autonomia de bateria em relação ao modelo restrito a Wi-Fi. O iLounge já realizou testes com o novo modelo e atingiu 8 horas e 38 minutos, recarregando uma página da web no Mobile Safari a cada 60 segundos. Que tal? 😉

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…