Apple investiga uso de monitor cardíaco em iPhones para fins de identificação

Para fins de segurança no uso do iPhone, a Apple está trabalhando em uma função de identificação por meio de um monitor cardíaco, que reconheceria o dono de um determinado aparelho através da sua frequência de batimentos. Essa técnica foi descrita pela empresa em uma das suas mais recentes patentes, que estão em processo de aprovação nos Estados Unidos.

Diversos aspectos dos batimentos cardíacos de um usuário podem ser comparados com informações armazenadas no aparelho para determinar se ele pode ter acesso a um telefone ou não, sem a necessidade de nada mais complicado do que segurá-lo na mão. O smartphone seria capaz de suportar múltiplos usuários por meio desse sistema, identificando-os por meio de seus perfis com informações obtidas pelo monitor cardíaco e estabelecendo diferentes privilégios de acesso às informações do aparelho, dependendo do caso.

Para conseguir identificar a frequência cardíaca do usuário com precisão, a Apple empregaria no iPhone diversos sensores com a função de monitor cardíaco, localizados em áreas onde a condução elétrica pode ser facilitada — como na borda metálica do aparelho, por exemplo. Além da função de identificação de usuários, os sensores de monitoramento também poderiam ser controlados para uso com acessórios ou apps.

[via Unwired View]

Posts relacionados

Comentários