Mozilla divulga planos para o Firefox 4

Ícone do Firefox

Depois de um bom tempo gasto com mockups de interface, a Mozilla anunciou ontem seus planos para o Firefox 4, a próxima grande atualização para o navegador open source mais popular do mundo. Os interesses iniciais da empresa impressionam (e talvez deixem muitas desenvolvedoras de navegadores com um certo medo), mas os responsáveis por concretizá-los deixam claro que o projeto está sujeito a alterações — um indicativo evidente de que elas virão com certeza.

Segundo Mike Beltzner, diretor da Mozilla para o Firefox, a versão 4 será importante para usuários e web designers, mas o maior tempo da empresa será gasto em melhorar a base tecnológica do produto e em torná-lo veloz, estável e muito mais compatível com todos os sistemas no qual opera. O slideshow acima coloca todas as mudanças em detalhes.

Além da nova interface, a Mozilla deverá remodelar toda a estrutura de notificações para não incomodar tanto os usuários no dia-a-dia. O aplicativo em si se tornará ainda mais veloz para tarefas comuns e menos rústico, dispensando sucessivas reinicializações para updates internos ou de outras extensões.

Para desenvolvedores, a meta da Mozilla é similar à dos atuais projetos com o WebKit: tentar unificar o suporte aos últimos padrões para HTML5 e CSS. Ambos os projetos têm objetivos distintos nesse sentido, mas há diversas lacunas a serem preenchidas nos dois. No caso do Firefox, as principais estão no suporte a CSS, gestos e multi-touch — o que faria sentido para MacBooks com trackpads avançados, aparentemente. Junto a isso, estão melhorias para recursos multimídia e novas ferramentas de desenvolvimento.

Com relação ao interior do Firefox, a Mozilla tem um trabalhão pela frente: com base nos planos atuais, o seu novo browser será 64 bits, trará maior performance para JavaScript, uma nova estrutura de segurança e maior estabilidade, com gerenciamento automático de memória para reduzir a incidência de leaks. Isso sem falar em melhorar a sua afinidade com múltiplos sistemas operacionais, abrangendo melhorias para o Windows 7 e para os serviços do Mac OS X — coisas como AppleScript, Keychain Access e suas tecnologias gráficas.

A intenção da Mozilla é entregar o Firefox 4 até o Natal — não, isso não foi uma piada. 😛 Os usuários fora do ciclo intenso de desenvolvimento da empresa poderão obtê-lo para testes a partir do segundo semestre deste ano com a maior parte das novidades, mas deverão estar dispostos a baixar updates a cada duas ou três semanas.

Posts relacionados

Comentários