Revisão da compra da AdMob pelo Google é adiada graças ao iAd

Logo do Google numa maçã (Apple)

A compra da AdMob pelo Google é para alguns um assunto polêmico desde o seu anúncio, em função do impacto que a fusão de duas gigantes no ramo da publicidade (na web e no mercado móvel) poderá gerar em relação a outras empresas no setor. Não é à toa que a Comissão de Comércio dos Estados Unidos vem enrolando horrores para aprovar o negócio, mas parece que a intenção da Apple de mudar a publicidade móvel com os seus iAds realmente influenciará a sua aprovação.

Publicidade

O New York Times afirma que a FTC pediu um aumento no prazo de revisão da compra, ficando a cargo disso ninguém menos do que a turma do Steve Jobs. Com o Google gerando 99% da sua arrecadação por meio de publicidade (de acordo com a Fortune) e AdMob servindo mais anúncios a cada mês, não seria difícil para os reguladores norte-americanos dizerem “não” a uma união das duas empresas. Só que o problema disso está na chegada da Apple a essa briga. “Seria muito mais fácil sem ela”, teria dito um contato do jornal.

Há cláusulas no novo acordo de desenvolvimento da Apple que podem prejudicar o uso de redes móveis de publicidade concorrentes do iAd, por ser vetado o envio de dados de audiência para o servidores delas — algo que exigirá uma burocracia bem maior com o iPhone OS 4, aparentemente. Se a FTC realmente está conduzindo análises com os contratos da Apple a pedido da Adobe, é provável que ela tenha esbarrado nesse tipo de condição e a levará em conta para aprovar o negócio entre o Google e a AdMob.

Por outro lado, os iAds podem ser “bonitinhos”, mas não farão a AdMob e outras empresas do gênero desaparecerem da App Store — ainda mais com o preço que a Apple pretende cobrar de agências para abrigá-los na sua plataforma móvel. Considerando que o seu novo projeto para o iPhone OS não possui nenhuma ambição de domínio de mercado (afinal de contas, a Apple ainda terá de aprender a lidar com publicitários nesse setor), talvez a Comissão de Comércio dos Estados Unidos esteja se precipitando ao pensar que o iAd moverá céus e terras em publicidade móvel a curto prazo. Bom, we’ll see…

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…