“Suporte a extensões” seria uma das novidades da Apple para o Safari na WWDC 2010

Já que o Safari também compõe uma plataforma diferente suportada pela Apple (a de web apps), não é de hoje que futuras novidades para ele aparecem com a possibilidade de serem reveladas numa WWDC, como a que acontecerá daqui a duas semanas. Há algum tempo, surgiu o rumor de que o principal destaque de uma atualização para o navegador da empresa seria total conformidade com o padrão HTML5; agora, o que está gerando buzz sobre ele é a chegada do suporte a extensões.

A novidade deixaria acirrada a concorrência do Safari com o Chrome (que permite a criação desses componentes usando HTML, CSS e JavaScript) e o Firefox, que nos últimos anos se tornou o navegador web mais versátil graças a isso. O que alguns sites de rumores na internet levantaram com relação ao assunto é bem vago (inclui até a possibilidade de venda deles na App Store, o que é no mínimo estranho :-P), mas o fato é que o Safari já suporta um nível aceitável de extensibilidade.

Muitos plugins para o navegador da Maçã não fazem nada além de habilitar suporte a tipos diferentes de conteúdos interativos, mas outros possuem a mesma missão das extensões, ou seja, eles podem interagir com sites da web (como é o caso do Safari140) ou com outros apps do Mac OS X, a exemplo do Evernote, 1Password, Snowtape e muitos outros. Só que o problema deles é que atualmente não existe uma forma fácil de criá-los (é praticamente a mesma coisa que desenvolver aplicativos no Mac OS X), então atrair interesse de desenvolvedores para isso sempre foi difícil.

Contudo, seria interessante caso isso acabasse em breve. Propondo uma API de extensões baseada em padrões web (e com uma potencial ligação com o modelo atual de integração com aplicativos do Mac OS X), a Apple chamaria uma atenção considerável da sua comunidade de desenvolvedores para o browser, ainda mais se essas extensões também fossem compatíveis com as edições móveis do Safari.

Posts relacionados

Comentários