Vendas de notebooks crescem no início do ano, impulsionadas pela perda de folêgo dos netbooks

MacBook Air visto de frente

Uma pesquisa da Gartner sobre as vendas de notebooks nos primeiros três meses de 2010 trouxe resultados bastante animadores para o setor, que cresceu 43% em relação ao mesmo período de 2009. Com cerca de 49,4 milhões de unidades vendidas, o mercado tem motivos de sobra para estar animado com relação ao momento, mesmo com a emergência das tablets a partir do início do ano.

MacBook Air visto de frente

Entretanto, os netbooks não estão vivendo mais a expectativa de sucesso constatada no passado: embora tenham crescido 71% no mesmo período, esse número foi bem menor em relação ao que as fabricantes estavam habituadas a ver em 2009. Para alguns analistas, os usuários começaram a ficar mais atentos aos seus pontos negativos, rejeitando-os com frequência devido à maior acessibilidade dos notebooks padrão e ao seu maior desempenho e performance.

As cinco maiores fabricantes de notebooks no primeiro trimestre do ano foram HP (9,5 milhões de unidades, 19,2% de market share), Acer (9,1 milhões, 18,5%), Dell (5,66 milhões, 11,5%), Toshiba (4,57 milhões, 9,3%) e ASUS (4,32 milhões, 8,8%). Dentre elas, Acer e ASUS foram os destaques, pois suas vendas cresceram 48,4% e 113%, respectivamente.

A Apple não figura entre as cinco melhores, mas a maioria dos Macs que vende também são notebooks, embora a diferença nas vendas em relação aos desktops tenha caído bastante nos últimos tempos. Por outro lado, ela merece destaque na pesquisa da Gartner por estar levando o mercado de tablets adiante com o iPad, o qual muitos acreditam que continuará fazendo com que os netbooks percam força.

[via Reuters]

Posts relacionados

Comentários