Google poderá ser realmente substituído pelo Bing como busca padrão do Mobile Safari [atualizado 2x]

Citando pessoas com conhecimento sobre o assunto, o TechCrunch afirmou hoje que o Mobile Safari realmente será modificado pela Apple para usar o Bing como provedor de buscas padrão. Isso é algo que vem sendo sugerido há muito tempo, mas aparenta estar próximo de se concretizar no iPhone OS 4.

Bing no iPhone

Aparentemente, existe um receio dentro da Apple de continuar a manter muitas funções do seu sistema móvel como fornecidas pelo Google, algo que atualmente não inclui apenas a busca, mas também o Maps e o YouTube, por exemplo. Embora seja improvável que todos eles sumam dos aparelhos, a empresa aparenta ter aberto espaço para que um novo serviço online atue por padrão no iPhone OS, diversificando um pouco as coisas.

O fechamento de um acordo entre Apple e Microsoft para buscas não aparenta ter nada relacionado com rendimento financeiro, considerando que essa oportunidade gera “apenas” US$100 milhões ao ano para a Apple, em função de anúncios do Google. Por outro lado, o Bing mostrou ser bastante flexível para buscas móveis sob a forma de um app para o iPhone OS (imagem acima), então os seus benefícios teriam uma boa oportunidade de ficarem mais visíveis para muita gente.

Atualização

Pouco tempo após a notícia do TechCrunch ir ao ar, o editor Michael Arrington publicou uma nota alegando que a coisa “é mais complicada” do que havia sido dito anteriormente, desmentindo ainda as especulações sobre o valor pago pelo Google à Apple para as buscas feitas em seus produtos. O mesmo veio do SearchEngineLand, com referência à opinião da Microsoft.

Atualização II (29/5)

A repórter Kara Swisher, do AllThingsD, complementa/corrige a matéria afirmando que a Apple de fato está em negociações com a Microsoft, mas o Bing não chegaria ao iPhone OS para *substituir* o Google, e sim para *complementá-lo* como mais um sistema de buscas oferecido aos usuários (o Yahoo! também está lá, lembrem-se). Melhor assim.

Posts relacionados

Comentários