Pulse reduz a complexidade para ler notícias de vários sites no iPad [atualizado]

Visando oferecer um novo modelo de agregador RSS no iPad, dois recém-graduados da Universidade de Stanford criaram o Pulse, um aplicativo que reduz bastante a complexidade para se interagir com diversos sites de notícias na tablet da Apple, adotando um estilo similar ao de uma revista ou jornal. Não é preciso se esforçar para digitar endereços de feeds para começar a usá-lo e, se você já utiliza o Google Reader, a coisa fica mais fácil ainda.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=Qw5jH8GN12U[/youtube]

Com vários sites adicionados à sua lista de leitura, você pode navegar por artigos em uma interface com estilo de mosaico que se adapta bem a qualquer orientação, alternando entre diferentes fontes com gestos para cima e para baixo. Ao ler artigos, você pode usar o modo de visualização original do Pulse ou mudar para uma interface web com apenas um toque em um botão na parte superior direita da tela, além de alternar entre um texto e outro com gestos para direita e para a esquerda.

Assim como em qualquer outro agregador RSS, é possível compartilhar artigos com amigos via Facebook, Twitter ou para diversos endereços de email. No geral, trata-se de um modelo de aplicativo que ajudará bastante aqueles que quiserem se manter ligados em muitos sites por vez, mas talvez ele não atenda às necessidades de quem for um heavy-user de serviços como o Google Reader; infelizmente, ele não suporta a leitura de mais de 20 feeds.

O Pulse para iPad custa US$4 e pode ser obtido agora na App Store (~600KB).

[via MacStories]

Atualização (2/6)

Poucos dias após ser lançado na App Store, o Pulse já está fazendo enorme sucesso, conforme relata o New York Times. O jornal afirma que os desenvolvedores do aplicativo já registraram mais de 15 mil compras de usuários, gerando US$40 mil em lucros.

Com esse resultado, os criadores do Pulse já possuem planos de expandi-lo para outras plataformas móveis. Eles já consolidaram uma empresa chamada Alphonso Labs nos Estados Unidos e deverão buscar investidores para novos projetos em breve.

Posts relacionados

Comentários