Apple lança Safari 5

A Apple acaba de anunciar o Safari 5, nova versão do seu navegador para desktops que traz várias novidades para usuários finais. Elas são bastante semelhantes às que apareceram nas notas de lançamento vazadas no último final de semana.

Uma nova função chamada Safari Reader aprimora a leitura de artigos da web ao identificá-los por meio do seu avançado sistema de análise de layout, oferecendo um botão na barra endereços que os exibe em sua plenitude na janela do aplicativo e inclui opções para enviá-los via email para outras pessoas ou imprimir — não é nada original e revolucionário, mas vale a pena. Além disso, o browser oferece buscas no Bing como iOS 4, aprimora a barra de endereços, traz melhorias nas ferramentas de inspeção de sites e proporciona aceleração de hardware em PCs com Windows.

Para os que pensavam que a Apple estava dormindo em serviço com relação à performance, o Safari 5 é 30% mais veloz que a versão anterior na execução de JavaScript e até supera o Chrome em alguns aspectos. Ele já fazia um bom trabalho ao carregar sites independentemente do uso intenso dessa linguagem (ou seja, processar e visualizar o conteúdo em si), mas agora ele volta a se afirmar entre os browsers mais rápidos usando recursos como pré-busca de endereços DNS e um sistema aprimorado de cache.

Mais de dez recursos novos do padrão HTML5 foram adicionados à lista de suporte oferecido pelo Safari em sua quinta versão, incluindo novidades bastante interessantes que a Mozilla ajudou a trazer para o mercado. Dentre elas, destacam-se suporte a geolocalização, legendas para vídeos, arrastar & soltar entre desktop e browser e muito mais — todos suportados em todos os produtos da Apple, a partir de agora.

Além de tudo isso, também merece destaque o aguardadíssimo suporte a extensões. Assim como no Chrome, extensões podem ser criadas usando HTML, CSS e JavaScript, mas em vez de falar apenas que isso é possível e deixar o desenvolvedor tentando descobrir o que usar para criá-las, a Apple criou um construtor de extensões e abriu um programa de desenvolvimento gratuito para administrar a oferta delas para usuários com assinatura digital, o que comprova sua segurança e confiabilidade.

O Safari 5 pode ser baixado agora por usuários de Macs com o Mac OS X 10.5.8 Leopard ou superior e também está disponível PCs com o Windows XP SP2, Vista ou 7 — basta ir até o site da Apple ou a Atualização de Software (Software Update), caso você já seja um usuário do browser. Usuários que ainda tiverem em suas máquinas o Mac OS X Tiger 10.4.11 poderão atualizar o Safari para a versão 4.1. Já o Safari Developer Program será aberto em breve para desenvolvedores, provavelmente ao longo desta edição da WWDC.

[obrigado a todos que nos enviaram esta dica!]

Posts relacionados

Comentários