Pesquisa da Appcelerator aponta que desenvolvedores veem Android como aposta de longo prazo

Primeiro, um pequeno disclaimer: a Appcelerator é responsável pela plataforma Titanium de criação de apps nativos para várias plataformas usando código web. Ela foi prejudicada pelos novos termos do SDK do iOS? Quem sabe! O que temos de certeza é que a empresa entrevistou mais de 2.700 desenvolvedores e avaliou a preferência deles em relação a plataformas móveis e seus anseios para cada uma delas, chegando à conclusão de que as tablets representam o futuro da “computação em qualquer canto”.

De maneira geral, o iOS e o Android são as plataformas mais visadas por desenvolvedores: a maioria deles tem interesse em desenvolver para ambas, ao contrário de concorrentes como BlackBerry, Windows Phone 7 (ainda não lançada) e Symbian.

Contudo, ao associar determinadas características positivas, o Android levou a melhor sobre o iOS nos quesitos “ser mais aberto”, “ter mais recursos como sistema operacional” e “ter prospectos melhores a longo prazo”. O sistema da Apple, por outro lado, levou vantagem em todos os outros, entre eles “melhor mercado” para apps de consumidores e profissionais, “mais segura”, “tem os melhores aparelhos” e “melhores prospectos a curto prazo”.

Quando inquiridos para apontar um pró e um contra de cada plataforma móvel, 86% dos desenvolvedores declararam que a Apple “controla demais o iOS”, mas, em contrapartida, 90% deles acreditam que a Maçã continua produzindo os melhores smartphones para usuários finais. O Android, por sua vez, foi elogiado por sua adaptabilidade a diversos tipos distintos de aparelhos, e contraditoriamente foi criticado pela fragmentação que sofre no mercado.

Dentre outras descobertas, a Appcelerator avaliou que a adição de multitarefa foi o ponto de maior interesse da dos desenvolvedores (73%) e que a maior dificuldade na criação de aplicativos, para 31% dos entrevistados, é a criação de versões para múltiplas plataformas. A pesquisa foi conduzida entre 15 e 17 de junho, seu relatório completo pode ser visto aqui (PDF; 510KB).

[via ZDNet]

Posts relacionados

Comentários