iPhone 4 é o smartphone da Apple com custo de produção mais alto desde o modelo 2G

Um estudo feito pela iSuppli com os componentes usados na produção do iPhone 4 sugere que ele é um dos modelos mais caros já criados pela Apple, sendo apenas mais barato que o iPhone original, vendido entre junho de 2007 e julho de 2008. Segundo o estudo, a empresa gasta US$187,51 para fabricar cada unidade do seu novo smartphone, enquanto o primeiro custava aproximadamente US$223.

Publicidade

De todos os componentes usados pela Maçã, os mais caros são a tela LCD de 640×960 pixels com tecnologia IPS e retroiluminada por LEDs (apelidada pela Apple de “Retina Display” e produzida pela LG) e o processador A4 (produzido pela Samsung) — que custam US$28,50 e US$10,75, respectivamente. Diversas outras adições ao iPhone 4 também contribuem para o aumento do seu preço, incluindo o giroscópio (que custa US$2,60 a mais que o acelerômetro comum) e as antenas de telefonia móvel e conectividade sem fio.

Por ser aproximadamente 5% mais caro de se produzir em relação ao iPhone 3GS (cujos componentes custavam US$178,96 no ano passado), é provável que esse seja o motivo pelo qual o aparelho não teve nenhum aumento de memória interna, o que elevaria ainda mais o seu custo de produção e comprometeria subsídios. Claro, isso também pode ter sido causado pelas suas dimensões internas (que são extremamente limitadas), mas não se sabe ao certo.

Publicidade

[via Electronista]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…