Para Jeff Bezos, iPad e Kindle são produtos de categorias diferentes

iPad e Kindle - Eddie Wong

Um tem uma tela em preto e branco quase ideal para leitura (resolução e contraste maiores ajudavam); o outro tem uma tela colorida e brilhante que algumas pessoas consideram cansativa. Um custa US$500, o outro, recentemente passou de US$260 para US$190. Um pode fazer praticamente qualquer coisa que um desenvolvedor conseguir imaginar e o hardware permitir; o outro é extremamente focado em leitura, não servindo para muito mais que isso.

iPad e Kindle
Foto: Eddie Wong

Estamos falando do iPad e do Kindle, claro. Como se não bastassem essas diferenças tão marcantes, Jeff Bezos, CEO da Amazon.com, disse em uma entrevista à Fortune Tech que “[o iPad] está em uma categoria completamente diferente. O Kindle é para leitores.” Nada poderia ser mais verdadeiro.

Mais uma prova de que esse dois dispositivos não precisam necessariamente concorrer foi a atualização recente do app Kindle para iOS, que trouxe aos gadgets da Apple recursos que nem mesmo o hardware da Amazon seria capaz de suportar. A chegada do app ao Android (ainda sem os novos recursos, porém), reforça a ideia de que o Kindle, aparelho, não tem como rivais dispositivos de várias utilidades como smartphones ou tablets.

O foco da gigante de ecommerce, afinal de contas, é manter sua loja o mais onipresente possível, reforçando o domínio de 80% do mercado de ebooks em 2009. No final das contas, não importa seu hardware: o que a Amazon quer é que você compre dela e leia em qualquer lugar, seja no Kindle ou no app rodando em Macs, PCs, smartphones ou tablets, rodem estes o iOS ou o Android.

Veremos se a Apple vai deixar por isso mesmo: será que a iBookstore decola?

[via Electronista]

Posts relacionados

Comentários